quarta-feira, 9 de maio de 2018

Portanto, existe um movimento que está a organizar um almoço de apoio a Sócrates pela módica quantia de €20/pesssoa

Tratando-se de quem se trata deve ser gourmet.
Por €20 deve ser uma coisa mais ou menos assim:


Com azeitonas, papas e bolos se enganam os tolos.

Informam que o almoço se realiza num domingo, coincidindo naquela parte de ser cinco dias antes do inicio do Congresso do PS. Eu cá começo a acreditar em coincidências.

13 comentários :

  1. Boa tarde. Como alguém disse um dia: Não acredito em bruxas mas que as ai...ai.

    * Ouvindo o silêncio dos Areais. *
    .
    Cumprimentos Poéticos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E bruxos também, que devem ser os maridos das bruxas que.. las hay las hay :)

      Boa tarde, Gil.

      Eliminar
  2. Se o almoço fosse de apoio a outra personalidade qualquer, teria a estimada Maria a mesma reacção?
    Sobre o que V. Exa. escreve, uma dúvida irrelevante: que 'chef' servirá tão importante refeição?
    O contexto, leva-me a outra pergunta/dúvida: o almoço, gourmet ou lá o que é, não pode acontecer sempre que um grupo de apoio quiser, assim tipo Natal?
    É que não vejo a mais pequena ligação entre este grannnnddddeeee acontecimento gastronómico e o Congresso. Digo eu que por vezes não apanho bem as ideias dos outros.

    A propósito, Maria já fez a sua reserva? Não no Congresso mas sim no almoço/gourmet ou lá o que é?
    Se não fez, corra. A coisa promete esgotar.

    Beijinho e boa 4ª feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse um almoço de apoio àquele homem que ficou sem casa no incêndio de Pedrogão Grande, casa essa que, vá lá saber-se a razão, ainda não foi reconstruída, homem esse que dorme em cima de uma chapa porque se recusar a abandonar o local onde sempre viveu - tem a ajuda de uma vizinha que lhe lava a roupa e lhe oferece alimentos, pelo que li, aí sim, a minha reacção seria de bater palmas incessantemente na onda de apoiar o mais possível esse almoço de apoio. Agora, almoços de apoio a quem, se calhar, sabe muito bem apoiar-se sozinho, não me parece.

      Um chef socrático, só pode, e que saiba espetar um palito numa azeitona como ninguém.

      Não sei se é um almoço gourmet, essa parte foi da minha inteira e exclusiva responsabilidade :)))

      Ora, se o caro Observador pensar mais um bocadinho, vê, com toda a certeza, a razão daquela enorme coincidência.

      (já devem estar a meter papelinhos nas caixas de correio das pessoas a dizer: oferecemos €20 se se inscrever no almoço que custa, tcharan, apenas €20 por pessoa)

      Beijinho, caro Observador, tenha um óptimo dia.

      Eliminar
    2. Encontrei um papelinho na caixa do correio mas era do professor Karamba.
      Não serve, pois não?

      Eliminar
    3. O professor Karamba-Kaldeirada frequenta a sua caixa de correio? Eu cá mudava de casa rapidamente :))

      Eliminar
    4. Mudar de casa? Nem pense! Como poderia certificar-me de que recebia a correspondência certa?
      :)))

      Eliminar
  3. Cá para mim é tudo esquema: o Amigo (com A maiúsculo, certamente!) Carlos Santos Silva, mais uma ou duas ex-mulheres do apoiando, já devem estar a tratar de comprar todas as inscrições para o repasto - que haverá que garantir que não sobra um lugar!

    ;;o)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora! Eu também vou nessa :))

      Eu cá acho que os portugueses a quem tudo isto lhes cheira a esturro, deveriam acender uma velinha, se calhar duas surte maior efeito, no sentido de lhes ser facultado um Amigo com À grande e com um Gê de generosidade também muito grande, só naquela de que o amigo lhes empreste muito dinheiro em horas de maior aperto e lhes pague carro e motorista. Caramba, Deus também por vezes é muito injusto, a uns dá-lhes motorista, sim senhores, mas em contrapartida têm de comprar Passe Social. 'Tá' mal!

      Eliminar
  4. Mais um esquema tipo livros que editou. Estou à vontade porque nunca votei nesse Senhor. É lá com ele e com a sua trupe. Não ia nem que me pagassem, mas se pagasse, 20€ é muita fruta mas gastaria mais depressa na confecção de várias refeições para quem mais precisa porque não dou dinheiro para peditórios, fundações, associações para depois alguns/muitos meterem algum no bolso.

    Por falar em almoço queres provar o que fiz? Entrecosto (sei que não comes carne vermelha) com feijão encarnado e massa de cotovelinhos e já fui ali levar uma dose+pão+fruta+água a um homem que me pediu comer a quem disse para esperar e neste preciso momento está sentado num degrau a devorar.

    Beijocas e fuiiiiiiiiii

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, se lhe oferecessem €20 para estar presente no almoço, e tendo em conta que não existem isso de almoços grátis, não era para a Fatyly gastar os ditos em coisas lá suas, era para gastar em coisas lá deles :))))))))
      .
      .
      .
      Não como carne vermelha mas não sou fundamentalista, logo, também... como carne vermelha. Talvez uma vez por ano, por vezes nem isso, mas se for almoçar, jantar, a casa de alguém, não me passaria pela cabeça dizer: isso não como - a não ser se fosse por uma questão de saúde. A verdade é que fundamentalismos também não fazem lá muito bem à saúde :)

      O meu pai adora entrecosto, pode convidá-lo que o senhor meu pai não diria que não - costumava exagerar nisso da carne vermelha, o meu pai, comia quase todos os dias carne, com a minha influência reduziu bastante, neste momento come mais peixe, legumes e sopa. Custou, mais foi. Com os doces é que não consigo, não consigo que reduza o consumo de doces, adora bolos, o engraçado é que não é um senhor gordo, antes pelo contrário.

      (Ora, nem mais, em se podendo ajudar alguém só faz bem à saúde :)

      Eliminar
  5. Ui, não comento produtos tóxicos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este foi um tiro certeiro, AC: "produtos tóxicos" :)

      Eliminar