quarta-feira, 7 de março de 2018

Quando a cor rosa anda de mão dada e o sorriso espelha felicidade (senhor Costa e senhora Cristina em destaque)

E é tudo por hoje, amanhã logo se verá.

Amanhã, vou acender uma vela na Muxima
Amanhã, levo para os meus santos flores de acácias
Amanhã, peço para toda a gente que me estima
Amanhã, peço para o novo dia que virá (amanhã)

Quero chegar de madrugada
Para ver o sol raiar
Quero chegar de madrugada... hoooo
Para ninguém ver, se eu chorar

(agora todos de bracinhos no ar, balançando a anca)

Amanhãããããã... vou acender uma vela lá em Fátima
Amanhããããã... p'ra nossa Senhora me ajudar
Amanhãããã... nossa Senhora vai olhar, compreender...
se eu chorar.. amanhãããã... hooooo

(pronto, já chega de tanto chorar, balançar, desafinar, e isso)


(capa da 24.sapo.pt)

7 comentários :

  1. Para me poder pronunciar preciso de saber quem é Cristina Ferreira e o que faz, já agora.
    Vejo ali um 'sapo' por cima da 'Cristina'. Terá significado?

    Vou saindo. Acho que vem lá chuva :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahah, o caro Observador é perito naquilo de: agora não me dá jeito nenhum comentar isto, tenho de ir ali a correr mudar o óleo do carro :)))))))

      Eu gostava tanto de o ajudar nisso do CV da CF, mas também não me dá jeito nenhum, também eu tenho de ir ali a correr mudar o pneu que se furou mêmo mêmo agora.

      Fuiiiii... portanto (eheheh)

      Pergunta para queijinho: conhece, com toda a certeza, o senhor das lentes rosa e gravata a fazer aquilo do 'pendant'? (as coisas que uma gravata é obrigada a fazer, coitada, a ver se lhe compro algo para a animar, bombons com recheio de laranja são bem capazes de ajudar)

      Agora é que fui ;)

      Eliminar
  2. Vi a capa e gostei imenso e como a minha mãe gosta muito da revista e diz que tem artigos muito bons, daqui a nada irei ler, porque só amanhã é que lhe levarei.

    Até lá, foste buscar uma letra do meu berço:))) e de braços no ar canto o resto em contramão:
    Amanhã,

    "Peço ao meu lema que faça com que eu volte
    A morar na terra amada que me viu nascer

    Quero chegar de madrugada
    Para ver o sol raiar

    Quero chegar de madrugada..... hoo
    Para ninguém ver, se eu chorar (2x)

    Vou andar por aí, com o meu violão
    Vou à Mutamba, tomo um machimbombo qualquer
    Por "ma curia a naqui", sou igual a toda a gente
    Na linha da Terra Nova, só paro lá no musseque
    Com a minha gente, entre mufete e conversa
    E de madrugada, com Catembe vou prá Puita

    Zag, zag, zag, zag ........ Zanga-zuzi até cair ... até cansar....

    Aiuehh.. Que é que vai fazer amanhã meu irmão?!"

    O cor-de-rosa dizem que tem muitas variedades mas como não distingo as intermédias das intermédias fico-me pela cor da minha rosa de porcelana:)

    Um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, eu tinha intenção - como escrevi algures num comentário - de publicar um post/texto sobre a revista Cristina, o post seria em modo sério. E qual a razão de ser sério? Pela simples razão de que no Verão decidi comprar uma revista e ler de uma ponta a outra, com atenção, no sentido de conseguir emitir uma opinião. Uma opinião formada naquilo que li e observei. Dou-me ao trabalho de ler e analisar, uma questão de feitio. No entanto mudei de ideias, percebi que um blog por muito pequeno que seja é lido por pessoas que nem imaginamos e, só por isso, não me vou dar ao trabalho de o fazer. Não estou para me aborrecer. Não me apetece. Não me pagam para tal. Digo apenas que a revista não vale os €3, talvez com isto já diga muito daquilo que não quero dizer. E não, não gosto de ver um Primeiro-Ministro numa capa de uma revista cor-de-rosa. Ah e tal mas Marcelo Revelo de Sousa também já foi capa, pois foi, mas não era ainda Presidente da República (era comentador da TVI), ainda que não me admire, da maneira como os rios correm todos para o mesmo lado que um dia destes a coisa aconteça.

      É pena que sejamos obrigados a nos encolher quando a síndrome do pequeno poder começa a espalhar as suas raízes. Mesmo pena. Mas pronto, deixemo-nos de disparates que a vida é bela. Dizem.

      Tenha também um bom dia, Fatyly.

      Eliminar
  3. Compreendo a tua visão, mas vejo-os em tantas capas das revistas que inundam as bancadas dos jornais. A da Cristina é mais uma! Até em revistas de outros países lá estão as figuras de Estado. Li o artigo e gostei, mas não tive pachorra para a ler de fio a pavio. Não gastaria 3 euros, mas a mãe gosta e levo-a!

    Gosto mais de outras semanais, mas tenho pena que sejam tão caras!

    Um a boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um pouco diferente, Fatyly, o que se vê nos quiosques, nas papelarias, são realmente fotografias, imagens, do Primeiro-Ministro em capas de jornais e revistas, só que, num caso, o caso de jornais, acompanham notícias da actualidade política, cingem-se à vida política e ponto. Em revistas semanais aquilo são fotografias que muito provavelmente nem terão o aval do PM, penso eu.

      Neste caso e a razão de não simpatizar com isto do PM numa revista dita rosa é porque não vejo qualquer interesse em entrar na vida privada dos políticos. A mim não me interessa essa parte, esta coisa do voyeurismo ultrapassa-me, a única coisa que me interessa é se usam, para além de gravata, hombridade, essa parte interessa-me, o resto é não.

      Por isso é que entretanto se leu por aí comentários infelizes em que pessoas de forma jocosa perguntavam a razão de a Cristina não ter colocado o PM na capa igual ao Quaresma. Lá está, quem se põe a jeito a coisa do jeito não perdoa, ridiculariza inclusive - um PM não precisa de se sujeitar a este tipo de situações, é apenas uma opinião.

      A CF obviamente que se está a tentar colar a tudo o que é gente de poder, não sei é se vai resultar, se vai obter retorno a médio, longo prazo, isto dos caminhos do poder tem muito que se lhe diga. Existe um provérbio que diz: 'se quiser saber como uma pessoa é, coloque-se a pessoa numa posição de poder'.

      Boa noite, Fatyly :)

      Eliminar