sexta-feira, 2 de março de 2018

O Facebook deveria deixar-se disso do álcool e das substâncias estragadas

Eu que, não quero, não tenho, não preciso, não, não e não, mais um não só naquela de aconchegar todos os outros nãos, disso de Facebook e, se existe alguma coisinha capaz de me fazer abrir os olhos para lá do desejável, essa coisa é fazer compras numa loja qualquer, ir a um sitio qualquer, cortar o cabelo, por exemplo, e perguntarem-me se tenho Facebook para associar à minha ficha. Normalmente respondo devagar, como se a lei de repostar fosse exactamente igual àquela lei de não se poder circular dentro de localidades a mais de 50km/hora. Uma pessoa tem de saber estabelecer limites, portanto, agora, até as lojas, estabelecimentos, querem vasculhar a vidinha das pessoas lá no Facebook. Era só o que me faltava! É que é já a seguir - como dizia alguém com alguma graça.

Lá está, como uma grande maioria gosta de partilhar toda a sua vida - e eu não tenho nada a ver com isso -, quem não o faz é considerado um ET, que traduzido quer dizer: Estranho Trambolho.

Por falar em trambolho, continuemos no Facebook, diz que depois de uma dose considerável de pacotes marca branca de vinho tinto morto há mais de 30 mil anos, de mais uma dose também ela muito considerável de substâncias estragadas, o facekoiso censurou a fotografia da escultura “Venus de Willendorf”Olharam para a estátua e lá na avaliação meio bêbeda deles, tomara, beber vinho de pacote resulta sempre em julgamentos transviados, e se todo aquele transviamento lhe der para se desviar para o lado da veia, temos o circo montado, são só palhaços muito bem pintados, de dedos apontados, sobrancelhas cerradas a gritar em uníssono: tinóni... conteúdo improprio... tinóni... pornografia... tinóni... mulher nua.

Eis a mulher nua e censurada.
Os senhores que mandam no Facebook nunca devem ter visto uma mulher... com olhos e pés.


Entretanto, e no dia de hoje, parece que o neurónio-mor acordou lá para os lados do Facebook e resolveram dar um passo atrás. Pediram desculpa. Coisa estranha é que dizem: "de facto não são permitidos nus, mas há uma excepção para estátuas". Não sei se é pior a emenda do que o soneto.

6 comentários :

  1. Maria Madeira adorei o Estranho Trambolho, mesmo, fizeste-me rir mesmo!!!
    Mas olha ainda não me aconteceu pedirem -me o facebook, mas também não sei se dava e olha que eu sigo imensas pessoas e páginas. Olha e afinal tens facebook ou não?
    Bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem, Marina, ainda bem que deu para rir, é que eu por vezes ponho-me a escrever como se estivesse a beber água, ou seja, de uma só vez, vai daí, só no final é que releio tudo, por vezes penso - ó minha nossa senhora desaparecida, se eu publico isto são capazes de pensar coisas estranhas de mim, entretanto carrego no publicar e... seja :)

      Não, não tenho, escrevi ali mesmo no inicio do texto, é uma opção como outra qualquer, não sinto grande necessidade de Facebook. Só tenho blog mesmo. Chega e sobra.

      (aconteceu-me numa sapataria da Baixa, numa loja de roupa ali na zona do Campo Pequeno, em cabeleireiros também)

      Bom fim-de-semana também para esse lado.

      Eliminar
  2. Garantidamente, não vou perder tempo com as investidas a atirar para o esquisito com que o 'Facecoiso' nos brinda.

    O ser humano está cada vez mais estranho! :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto de censurar esculturas porque, supostamente, aquilo reflecte um qualquer conteúdo impróprio, conteúdo na onda de pornografia, é, no mínimo, muito estranho. Isto é apenas arte, goste-se ou não, é arte, nada tem de pornográfico.

      Eu cá acho que os senhores que mandam lá no Facebook deveriam era ser mais rigorosos nisso dos perfis, pedófilos, por exemplo, atrás de crianças, embora também ache estanho crianças com Facebook. Mundo estranho este...

      Boa noite, caro Observador.

      Eliminar
  3. Não tenho e nem ando no Facebook e quando me perguntam respondo sempre o mesmo: tenho mais que fazer:)))

    Quando li esta notícia fiquei pasma o raio do "trambolho com 25.000 anos ser pornográfico e fizeste-me rir à gargalhada porque devem andar mesmo no que dizes:))) Voltaram atrás e acho muito bem. Que retirem outras coisa bem mais graves, milhões de vezes mais graves que dizem existir.

    Um abraço de bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo por aí, Fatyly, como se o Facebook não estivesse recheado de situações, essas sim, bem graves e que mereciam uma supervisão bem apertada. Moralismo de caca, este do Facebook.

      (eu, desde que aquela 'amiga' que não via há mais de 30 mil anos também - post que deve estar por aí algures - me contou de forma leviana, soft, o suicídio de alguém do nosso grupo porque estava publicado algures num Facebook, exposto para toda a gente comentar a morte como se comentassem a receita de um bolo qualquer, aí, caí em mim e percebi que não estava a perder nada com o facto de me recusar a ter facebook, sou moderna mas alto lá, até isto de ser moderna tem os seus limites)

      Tenha também um bom dia, Fatyly.

      Eliminar