quarta-feira, 21 de março de 2018

O desespero de querer ser o centro das atenções (falemos de Tininha Ferreira)

"Apresentadora revela onde tudo aconteceu"
(e também vamos ter direito a fotos com setas para ensinar como se faz? não sei, pergunto eu)

O que é que se passa realmente com as pessoas?


21 comentários :

  1. Está apenas a demonstrar os grande ensinamentos que recebeu do seu "mestre" Luís Goucha.
    Falem bem ou mal...mas falem de mim...

    Também falei deste assunto no meu blog, mas temo ter sido um pouco mais mordaz... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nessa parte tendo a discordar, Manuel Luís Goucha foi, provavelmente, o melhor que aconteceu a CF na área profissional. É um excelente apresentador, posso não gostar de o ver à frente de um Reality Show, mas é apenas a minha opinião.

      A Cristina Ferreira está a entrar num terreno movediço e perigoso, o deslumbramento. Quando começa a valer tudo...

      Um bom dia, Francisco :)

      Eliminar
  2. Já tenho ali a revista e também a Sábado para amanhã levar à minha mãe. Não li!

    Num dos programas que vejo "Apanha se puderes" e no meio de uma risada com os concorrentes que eram bem divertidos e começaram na onda de onde e quando fizeram os filhos ela saiu-se com essa e digo-te que não levei nada a mal porque tudo foi num contexto hilariante onde até eu ri à gargalhada.

    Não sei se será o mesmo assunto mas sinceramente não "me aquenta nem arrefenta". Posso estar muito enganada mas também não acho que ela precisa "mais" para ser o centro das atenções e com isto não quero dizer uma defesa porque estas revistas vendem para caramba e 80% do que se publica por vezes é mentira segundo dizem os visados.

    Enfim Maria é o que eu acho e como é revista que não gosto nem sequer vou ler:)))

    Um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Fatyly compra as revistas e não as lê? Isso é muiiiiito estranho :))

      Aqui o que está em causa é quando se começa a abrir as portas da intimidade (ó Meu Deus que esta frase não me saiu nada bem), e quando se entra por aí, quando começa a valer tudo, não sei não... O dinheiro é importante na vida, ó se é, mas a elegância, o não cair no erro de se deixar deslumbrar, o não querer açambarcar este mundo e mais meio, talvez seja o segredo para lá no futuro uns serem lembrados e outros rapidamente esquecidos. Eu a apostar algo, aposto que ganharia nisto de quem vai ser lembrado e de quem vai ser esquecido. É uma simples opinião, a minha, vale o que vale.

      (eu admito que gosto de pessoas ambiciosas, ambição q.b., sem ambição não se chega a lado algum na vida, mas não simpatizo especialmente com pessoas gananciosas)

      Tenha também um bom dia, Fatyly :)

      Eliminar
    2. Não Maria só leio alguns artigos da Sábado e rigorosamente nada da Nova Gente e outras do género. São para a minha mãe que volta e meia muda andou uns tempos que era a TV Mais, agora é a Nova Gente. Por vezes a Visão e agora é a Sábado que trás um livro e ela quer coleccionar para depois oferecer. Mas primeiro lê tudinho:)))

      Sim também gosto de pessoas ambiciosas sem atropelarem ninguém e detesto gananciosas do ou no vale tudo.

      Um abraço

      Eliminar
    3. A Visão e a Sábado não são más, embora eu prefira a Visão. A sua mãe tem de se entreter com alguma coisa, pois faz muito bem em ler o que lhe apetece, a idade assim o dita.

      (isto não sendo a propósito mas se calhar vem a propósito... trabalhei em tempos com uma pessoa que era director de um departamento que servia de intermediário entre a empresa e o cliente, fumava tantos cigarros por dia que nem me atrevo a revelar quantos - aliás, foi ele que nos revelou um dia -, e quis a vida, ou ele próprio, que lhe fosse diagnosticado cancro, cancro por causa de tanto fumar, era um senhor muito bem constituído, com muito bom ar, a doença reduziu-o a metade, fazia aflição, um dia em conversa perguntei a razão de não deixar de fumar? a resposta foi no mínimo surpreendente, disse-me ele que já sabia que ia morrer em breve, portanto preferia morrer agarrado à única coisa que ainda lhe dava prazer; eu calei-me de imediato, obviamente, percebi a mensagem, existem momentos na vida em que as pessoas fazem as suas escolhas e não temos sequer de interferir nas suas razões)

      :)

      Eliminar
  3. Compreendo e tenho a dizer o seguinte;

    - Há quem não olhe a meios para atingir fins. O que é sempre lamentável.
    [e não falo da Cristina Ferreira mas de um modo geral]

    - Tira-me do sério, frases fora de contexto. Há publicações que vivem disto. É triste.
    [e quando digo "publicações" não me refiro única e exclusivamente a Revistas]

    - Não posso com gente manipuladora.

    Bom dia, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Té, parte-se do principio que aquela frase é de Cristina Ferreira, as aspas servem para isso mesmo, não sendo assim e existindo a mínima possibilidade de gente que trabalha em revistas colocar aspas em frases que não foram ditas pelos próprios, então estamos perante um caso muito grave. Aí é accionar os meios que se devem accionar contra as próprias revistas/jornais.

      O público, esse, é que não pode ser responsabilizado por aquilo que revistas e jornais escrevem, aliás, estou convencida que muitas figuras públicas vivem disto - Cristina Ferreira é uma delas -, disto de alimentar a imprensa dita rosa, não sejamos também ingénuos a esse ponto. Se for ver bem existem muitos apresentadores de quem pouco ou nada se sabe da sua intimidade. É que vida íntima terá a ver com o campo dito sexual, esta parte, penso eu, só aos próprios diz respeito, a não ser que se ganhe dinheiro por expor a intimidade, aí a coisa ainda baixa mais de nível.

      Eu também não gosto de manipulações, só que aqui tanto são as revistas a manipular, como também a própria entra no jogo. De repente lembrei-me da publicação que a CF fez no dia da Mulher, sem soutien e de vestido curto a inclinar-se ligeiramente para a frente, se aquilo não é pura manipulação com vista a obter algo, vou ali e já venho. Ou é desespero ou é um amor muito grande pelo Deus dinheiro.

      (e sim, são as pessoas mais humildes, com fracos recursos, que pagam a vida de CF, o que não deixa de ser uma grande ironia, aquilo de que cada um tem o que merece, cai aqui que nem ginjas, ah pois, os que lhe pagam a vida têm casas sem aquecimento, mas pagam o aquecimento de luxo da casa de CF, pronto, agora não escrevo mais nada :))

      Para si também, Tê, um óptimo dia.

      Eliminar
    2. Maria, eu não compro revistas nem da CF, nem caras, nada!...A última que comprei foi a Pais&Filhos - que nada tem a ver com as revistas ditas cor-de-rosa. Mas acabo a folhear revistas das poucas vezes que vou fazer aquela coisa que é verdadeiramente uma grande seca, aquilo das pratas...que uma pessoa fica lá séculos :)
      Recordo-me de ter ouvido Salvador Sobral - talvez no 5 pra meia-noite - a falar precisamente duma situação em que uma revista dessas tinha pegado numa frase dele dita algures e ter feito capa dele com a tal frase, e fora de contexto. E ele espantado como é que era possível. É que nem sequer tinha falado com ninguém da dita revista...mas era capa, como se tivesse acontecido.
      Continuação de boa tarde, Maria.

      Eliminar
    3. A Pais&Filhos é uma excelente revista, na minha opinião, conheço muito bem a linha editorial.

      Se a Té me der a escolher entre a revista Cristina e a revista Caras, que não compro, mas cá por coisas minhas conheço razoavelmente bem, eu escolheria sem qualquer hesitação, a Caras. Diria sem qualquer desmérito que a revista Caras é um parente 'pobre' da revista Hola. Acho que tem qualidade. Para quem gosta do género, não é má de todo. Portugal também precisa desse lado glamoroso em termos de revistas na onda rosa.

      As figuras públicas já deveriam saber que as 'chamadas de capa' sempre existiram e sempre vão existir, há quem defenda que é uma arte isso de fazer as tais chamadas de capa, obviamente que vão buscar aquilo que poderá causar mais impacto e que leve as pessoas as comprar, Salvador Sobral que ainda por cima não tem papas na língua (e ainda bem), é capaz de ser um alvo muito apetecível. Lá fora, por fora leia-se noutros países, muitas figuras públicas processam revistas, jornais, se por cá não o fazem é porque o interesse existe de ambas as partes. Isto sou eu a pensar alto...

      :)

      Eliminar
  4. A figura central deste seu texto é Cristina Ferreira. Pelo meio surge um Manuel Luís Goucha. O que me facilita as coisas pois aproveito um dois em um, abro o contentor do lixo e ... lá vão!
    Se Cristina deve a Goucha o que hoje é (televisivamente falando), é evidente que sim. Mas este "que hoje é" está empregnado de um sentimento que me provoca alergias e das grandes.
    Em suma, Cristina não é uma pessoa a quem se possa chamar profissional. Goucha tenta sê-lo mas não consegue.
    Cristina tem, no programa 'você na tv', tiques de varina, goza com algumas pessoas que na sua boa fé e grande vontade de gastar 0,60 cts + IVA. Não fala, berra. Feio, muito feio.
    Goucha quer ser engraçado mas, sempre ouvi dizer que mais vale caír em graça do que ser engraçado. E Goucha anda ali, feito tonto, tentando ser alguma coisa a que se possa chamar de profissional.
    Ouvi por aí falar de uma revista chamada Cristina. Não me leve a mal mas prefiro o tal jornal que odeio e que dá pelo nome de Observador. Mal por mal, certos artigos dão-me vontade de rir.

    Faltava isto, Cristina 'intimizar' o meio por onde passa. O que neste caso não me causa surpresa a chamada à primeira página. Estamos a falar da Gente, certo? Onde Cristina diz falar pela primeira vez da sua intimidade. Claro que só lê quem quer mas, confesso, só de olhar para a primeira página da Gente, sinto pena das pessoas pequeninas, assim do tamanho de CF. Entenda-se tamanho estrutural e não físico.
    Hummm, a frase 'há sempre uma primeira vez para tudo', tem muitos anos mas foi visionária. Um dia, CF iria ter uma primeira vez.

    Já agora ... Goucha um grande apresentador? Vou esquecer que li isto.

    Aviso talvez desnecessário: isto hoje foi escrito com as garras afiadas :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Observador, li tudo o que escreveu atentamente e acho que vou ficar aqui numa de: não mexe, não respira. Garras é favor! Acho que até eu que não tenho nada ver com isto fiquei com uma arranhadela na parte direita de quem sobe em direcção ao céu azul lá em cima (achei melhor acabar em modo poético só para tentar amenizar a coisa. Xiiiiiiiiii :)))))

      Eu cá acho que as pessoas deveriam ter uma opinião em relação a estas coisas também, é que se formos a ver bem muita gente é influenciada - e muito - pelos apresentadores dos programas designados de daytime; e qual razão de alguns dizerem que os programas daytme são de qualidade inferior a programas que passam em horário nobre? talvez, suponho eu mas não tenho a certeza, é que as pessoas que sintonizam programas nos tais horários nobre não se deixam manipular, não se deixam enrolar, pelas Cristinas Ferreiras desta vida, têm os olhinhos mais abertos por assim dizer - gosto especialmente daquela frase em que a CF está a promover não sei o quê para engordar mais um bocadinho a conta bancária lá dela, e diz em tom meloso:"'confie em mim". Pois, pois, não haveríamos de confiar porquê? Nem sequer estou a ver a razão de não o fazer...

      :)

      Eliminar
    2. Um pequeno pormenor: a questão das hora de transmissão tem a ver, fundamentalmente, com a célebre questão dos 'shares' e da publicidade que anda sempre agarrada aos ditos.
      É caso para dizer ... qualidade para que te quero?

      Espero que a arranhadela não infecte :)))

      Eliminar
    3. Share, rating, audiências, só servem para tirar a temperatura a programas, por assim dizer, medir o desempenho de determinado programa, e isso tanto acontece em programas daytime como em programa de horário nobre. O público-alvo é que talvez influencie o facto de passar esta ou aquela publicidade. Se eu possuir uma marca de luxo e sabendo que as pessoas que vêm o programa da manhã x, são pessoas que ganham o ordenado mínimo, pessoas sem trabalho, pessoas de idade, reformadas, com parcas pensões, não vou investir em publicidade naquele horário, naquele espaço, porque em termos de investimento seria um grande tiro no pé, se as pessoas mal têm dinheiro para comprar peixe, como é que têm dinheiro para comprar uma jóia que custe 5.000 euro, por exemplo. Penso que é capaz de ser por aqui, mas, lá está, não tenho a certeza ;)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Gil, de repente deu-se um apagão aqui por estes lados e nem sequer consegui ler o seu comentário, tenho de aguardar pacientemente até que o fornecimento de energia seja reposto :))

      Eliminar
  6. Maria eu não penso assim e não faço juizo de valores sem conhecer, sabes que sou uma simploria, mas eu ouvi esta noticia da boca dela e foi numa brincadeira das muitas que são ditas entre ela, o Goucha e os convidados do programa, e nessa brincadeira alguem disse que sabia a data em que concebeu o filho e ela disse isto mesmo que sabia perfeitamente quando o filho tinha sido concebido. Eu propria sei exactamente quando concebi o meu filho, eu e o meu marido, portanto nada anormal. Quanto à revista Cristina nunca a leste? pois experimenta e depois sim dá a tua opinião. É bastante boa no meu ponto de vista, adoro as entrevistas, muito bem feitas não tem nada que nos envergonhe de ler, contrariamente a todas as outras até mesmo a Caras, que é só mesmo isso caras. Eu sou suspeita por tudo isto gosto da Cristina Ferreira, não acho que seja nada assim, falem de mim...até porque desde que estou em casa vejo bastante o programa da manhã, mil vezes ela à Rita Ferro e a outras que por ai andam, fazem-me rir, ensinam coisas e têm uma cumplicidade de amigos maravilhosa e isso nota-se. Mas cada um gosta do que gosta, mas ás vezes diz-se mal só porque sim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marina, é também para isto que existem blogs, páginas pessoais, para que as pessoas possam dizer o que pensam de forma directa, no tempo lá do Salazar em que as pessoas tinham de comer e calar, em que não era permitido dizer o que pensavam (felizmente que não cresci nesse tempo), é que isso sim, era triste, existiam uns que mandavam e outros obedeciam, Felizmente que tudo mudou... bom, tem dias em que acho que se calhar estamos mais perto lá do antigamente do que imaginamos, mas isto sou eu a pensar alto.
      ...

      Digamos que não falo de uma revista, de um livro, sem primeiro ler aquilo de uma ponta a outra, também faz parte da profissão que abracei há já alguns anos, se pesquisar por aí num post em que abordo a capa com António Costa, conseguirá ler isso mesmo, que me dei ao trabalho de ler a revista Cristina da primeira página até à última; li, analisei, e achei-a fraca para o preço em questão - acho que é assim que uns enriquecem, enquanto o povo não passa da cepa torta. Se as pessoas não são exigentes, a qualidade em vez de aumentar, vai baixando a cada dia que passa. É provavelmente por isso que Portugal está como está. Enganam-se as pessoas de uma forma muito engenhosa, essa é que é essa.

      Palpita-me que deve ver o programa "Passadeira Vermelha", se viu o de ontem, verá que as criticas em relação a Cristina Ferreira são tudo menos imparciais, obviamente que teriam de ser, não lhe vou explicar a razão porque não vale a pena, é um mundo que muita gente desconhece, apenas isso. É todo um jogo de interesses que não existe só na política, também existe no entretenimento.

      Neste blog escrevo acerca de tudo um pouco, política, banalidades, humor, figuras públicas, outros blogs, coisas minhas, temas mais sérios, menos sérios, reflexões, e até desafio as pessoas - como aconteceu recentemente - para dizer o que pensam deste blog, de forma frontal, sem medos, cheguei a pedir 15 opiniões, obtive metade, a Marina aí poderia ter dito de sua justiça, teria sido muito positivo. Agora, a Cristina Ferreira, não tenha pena da Cristina Ferreira que eu também não e olhe que acho que ela também se está nas tintas para si e para mim e para o resto das pessoas, quer dizer, estar nas tintas não é bem assim, precisa que o 'povo' continue a ligar para o 760 .. .. :))

      Eliminar
  7. Concordo com tudo o que disse, longe de mim querer que só a minha opinião contasse, logo eu que sou tão contra o não podermos dar a nossa opinião, mas acredite que há muita gente que não é assim, fala sem conhecer, não tenho qualquer pena da CF, mas não deixo de a admirar, afinal o que ela quer é aquilo que todas elas deste mundo querem, não é? E como costumo ver e ouço os comentários dela que não dá entrevistas a estas revistas, Gente, tv guia e afins e que tiram títulos e fazem capa com ela só porque vendem, tenho a convicção de que não é ela querer aparecer é alguém a querer também ganhar dinheiro à conta dela. Por acaso não vejo a passadeira vermelha, não gosto da Joana cruz, nem da Joana Marques e muito menos da Liliana, só gosto do Claudio e da Luisa Castelo Branco e não suporto as discussões delas só com medo de serem contra alguem e que lhes saia caro que dizem, tentam ser muito diplomaticas se ontem foi excepção vou tentar ver amanhã. Mas voltando ao seu blog, eu adoro os temas e as opiniões, nada contra si Maria, ok? a minha opinião foi generalizada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto bastante que as pessoas desse lado digam exactamente o que pensam, portanto gostei que tivesse dito de sua justiça, gosta da Cristina Ferreira e está no seu direito. Ponto. Eu nem por isso, e tenho as minhas razões, no entanto não insulto a CF, não faz parte de mim isso de chamar nomes às pessoas, limito-me a escrever o que penso acerca... Até há pouco tempo defendia Manuel Luís Goucha, achava que era um óptimo profissional - continuo a achar - no entanto algo mudou na postura dele, já não o acho assim tão extraordinário, está muito concentrado nele nele e só nele (a box dá para a malta os ver em slow motion ;)

      Quanto à "Passadeira Vermelha", acredite que me pareceu que estava influenciada pelo que ouviu acerca deste mesmo tema - tenho um amigo que me assegura que o Cláudio Ramos também lê este blog, quando ouvi deu-me para rir e dizer rapidamente: a sério? pessoas importantes a ler este meu humilde blog? (ahahahah) - ter em conta que o Cláudio Ramos também já entrou no jogo de interesses, ah pois! Têm medo de criticar determinados outros, por outros leia-se do mesmo meio, não vão um dia precisar desses mesmos outros, que é como quem diz, não se diz mal da CF porque um dia uma pessoa pode sempre precisar de ter a porta da TVI aberta para alguma eventualidade. Pronto. deu-me para divagar, é favor apagar depois de ler ;)

      Eliminar
    2. Concordo no principio, meio e fim!!!
      Estamos entendidas, bom fim de semana!!!

      Eliminar