segunda-feira, 12 de março de 2018

Este meu blog vai sujeitar-se a avaliações (sintam-se, portanto, à vontade para dizer o que pensam)

À vontade para falar dos textos que escrevo, se agrada ou nem por isso. Da forma como escrevo. Dos temas. Das imagens. Das fotos... À vontade para falar do design do blog. À vontade para sugerir. À vontade para dizer bem e, à vontade para dizer mal, desde que a parte do mal não seja dada a insultos.

No entanto convém dificultar um pouco as coisas, terão de ser pelo menos 15 opiniões de bloggers diferentes, não existindo 15 opiniões este post fará aquilo de se auto-destruir. 

A existir 15 opiniões serão todas publicadas, não existirá por aqui nenhum tipo de censura. Não existirão respostas da minha parte. Não aceito, obviamente, opiniões-comentários de anónimos. Gente de valor não precisa de se esconder atrás do anonimato para escrever o que entende escrever. Cheguei a pensar deixar este post sem qualquer tipo de moderação, no entanto não o vou fazer pela simples razão de que as opiniões serão publicadas no próximo sábado (17.Mar.) e todas de uma só vez, isto para que ninguém seja de alguma forma influenciado. Enjoy!

_ / _

Adenda de 16.Março.2018:
Porque assim foi pedido e porque por vezes é preciso ser flexível e dar um passo atrás, resolvi publicar todas as opiniões que, algumas pessoas, de forma simpática, resolveram deixar por aqui - publicarei amanhã, sábado, durante o dia. Não faria muito sentido insistir em não o fazer, tendo em conta que uma blogger até ajudou neste meu desafio publicando no seu blog um link directo para este post (obrigada, Gábi). Li tudo o que foi escrito muito atentamente, o meu muito obrigada pela participação, situações existem que, sem a colaboração das pessoas desse lado não fariam sentido. Não seriam possíveis. Ah, para a próxima podem ser mais duros que eu aguento :)

Pinterest
(autor da imagem)

28 comentários :

  1. Tudo que aqui deixas com cunho próprio e ou me enviando para outros links, digo, melhor peço-te que continues pf porque para além de me fazeres imensa companhia, ajudas a que os meus neurónios se mexem sem medos e sobretudo armazenar no meu TIR velho, um TGV da era moderna em que a sabedoria, opiniões por vezes divergentes mas sempre positivas se encaixam e lubrificam num andamento tão bom e gratificante.

    Tudo isto saiu de rajada mas com a minha sinceridade...sincera como diz a minha neta mais pequenota.

    Um abraço e até sábado

    ResponderEliminar
  2. Gosto de tudo, dos temas, das imagens, da forma de escrever, do design e também me parece que a minha opinião deve valer pelo menos por quinze porque este blogue não se pode auto-destruir!!!
    Se for preciso volto aqui como anónima para dar mais opiniões!

    ResponderEliminar
  3. Auto destruir-se? Até me arrepiei. O que é que o pobre blogue tem? Está deprimido? É da falta de sol?
    Falta de vitamina D. Aos humanos põe o esqueleto a tremer, ao blogue deu-lhe para pensamentos suicidas.
    Bom deixando o blogue em paz, espero bem que não esteja a falar a sério Maria. Já ficamos sem este amanhecer uma série de meses. E andámos (eu andei) cheia de saudades. Embora não comente muito, mas isso não é porque não me agradem os assuntos. É que eu sou um bocado ignorante, e muitas vezes não sei como comentar determinados assuntos. Gosto especialmente do humor, com que aborda os temas.
    Abraço e boa semana

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito do que escreveu, bem como, da imagem. :))

    Hoje:- Âmago em transparências
    .
    Bjos
    Votos de uma boa Terça - Feira.

    ResponderEliminar
  5. Let's talk about it? A little bit, only.

    - Se os textos não me agradassem, voltava-lhes as costas e fazia-me à vida;
    - A forma com que escreve peca pelo uso de muitos hífenes, coisa que como é sabido me irrita;
    - Os temas têm dias. Uns melhores, outros piores, mas regra geral aturáveis;
    - As imagens e as fotos, normalmente condizentes com os temas são, exactamente por isso, oportunos. A maioria, interessantes;
    - O design ... o que dizer sobre um aspecto que não tem muito por onde pegar? É simples, 'atura-se' bem, não irrita a vista mas, há sempre um mas, aquele cabeçalho em verde, tira-me do sério. Por nada em especial, apenas e só por ser verde (fait une liaison).

    Dito (tudo) isto vamos à parte que mais interessa e que vai a encontro de Sua Excelência Maria e diz respeitoaos insultos. Insultei alguém, algo, o jornal Observador, o Correio da Manhã, Cristiano Ronaldo, Assunção Cristas? Não, é constatável que não.
    Estou, então, na lista dos publicáveis, anunciada para o próximo sábado dia 17, exactamente duas semanas antes da mudança da hora e três dias antes do equinócio da Primavera.

    Posto isto, aguardo o respectivo pagamento. Não se aceitam cheques ne transferências bancárias. Apenas 'cash'.

    Foi um prazer (terá sido?) alinhar neste desafio e despeço-me erguendo uma enorme chávena com chá de camomila.

    Hasta la vista!

    ResponderEliminar
  6. E quantas opiniões já temos? Devo ou não continuar a minha campanha para angariar mais?

    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Resolvi publicar este comentário porque, afinal, a blogosfera tem gente com alguma gente boa lá dentro. Obrigada, Gábi, mas não é necessário continuar a fazer 'campanha', o propósito disto foi apenas tirar a temperatura ao blog e sujeitar o dito a avaliações, apenas isso :)

      (tenho noção de que este género de post é arriscado, ó se é; por um lado pode-se ser mal interpretado, ah e tal, ela quer é palmadinhas nas costas... por outro é a tal coisa de algumas pessoas não terem coragem de escrever o que pensam sem ser em modo anónimo - por isso é que os hate-blogs têm tanto sucesso - digamos que existem três bloggers a quem estou a dar uma hipótese de ser aquilo de gente grande, talvez com os ditos no sitio, para criticar de forma adulta e não escrever de forma cobarde ali pela calada da noite)

      (apesar de já existirem algumas opiniões, não acredito que dê para chegar às 15, a não acontecer este post desaparecerá, no entanto não será eliminado tal como todas as opiniões, apenas não ficará visível publicamente)

      Beijinho.

      Eliminar
    2. Com o devido respeito, manifesto o meu desagrado quanto a isto:
      "(apesar de já existirem algumas opiniões, não acredito que dê para chegar às 15, a não acontecer este post desaparecerá, no entanto não será eliminado tal como todas as opiniões, apenas não ficará visível publicamente)".

      Eliminar
    3. São as regras, caro Observador, e essas regras estão lá no texto desde o inicio. Não existindo as 15 opiniões o post fará aquilo de se auto-destruir. É só ler novamente :)

      Eliminar
    4. E lá se foram as regras :)))
      Ainda bem, afirmo!

      Eliminar
    5. Dei comigo a pensar que realmente não seria justo para quem tirou uns minutos nisto de escrever algo acerca, não ver o comentário/opinião visível. A meta das 15 opiniões foi apenas para que não se pensasse que o desafio estaria viciado, ou seja, existindo opiniões quer de pessoas que estão habituadas a ler, e outras que até podem ler mas não comentam, o equilíbrio entre ambas seria mais positivo. Entretanto o facto de não permitir comentários de anónimos baixa drasticamente isto da participação. Essa parte toda a gente sabe.

      Eu cá acho que a plataforma Blogger não deveria permitir, por defeito, quer comentários anónimos, quer seguidores anónimos. Assumir publicamente opiniões é de valor. Assumir publicamente que se segue este ou aquele blogger, também o é, a não ser assim não seria permitido ler os textos dos bloggers que seguem anonimamente. Eu cá neste tipo de coisas sou: pão pão, queijo queijo.

      :)

      Eliminar
  7. Não conhecia...mas anseio conhecê-lo. Pelo que vi, parece ser um blog interessante. :)

    ResponderEliminar
  8. Longe de mim querer defender a minha dama, mas a escola, da qual muito gosto, está a provocar em mim, por exaustão, um enorme cansaço, razão pela qual ainda não tinha correspondido a este desafio. Mas hoje é o último dia para o fazer, não há mais desculpas, há que fazer das fraquezas forças para corresponder a quem se estima. E, correndo o risco de pouco ou nada dizer, lá vai.
    Amanhece todos os dias, na linguagem fria dos números, mas muitas vezes não é bem assim: quando, aparentemente, amanhece, já a sirene cinzenta se fez ouvir, condicionando comportamentos que, na maioria das vezes, têm, tão só, a ver com sobrevivência. Neste aparente movimento de formigueiro, condicionado até mais não, há quem tenha a percepção de que, desde que se saiba cavalgar a onda certa, os dias poderão ser mais folgados, temperados com condimentos mais aprazíveis. E, vai daí, tudo serve para vender a banha da cobra aos “oprimidos”, convencendo-os, ainda que por momentos, que as amarras em que vivem se podem soltar de forma fácil, qual milagre da compra disto, da postura daquilo…
    A vida é muito que uma correria, é muito mais que o deslizar do cartão de crédito numa qualquer máquina, é muito mais que o paraíso prometido pelas fotos duma qualquer rede social. Viver implica pensar, questionar, tentar entender. E, na sequência, ousar fazer o que se pensa, o que se sente…
    Quem passa pelo Amanhecer Tardiamente, e decide ficar, é alguém que, no currículo da vida, já aprendeu a filtrar a vida, dando primazia àquilo que, verdadeiramente, faz sentido. É isso que, num exercício construtivo, às vezes doloroso, a Maria Madeira vem fazendo, questionando o que acha que tem que questionar, tendo como pano de fundo a defesa da sua dama: uma vida mais justa, mais harmoniosa, em que o respeito pelo outro e a liberdade não sejam palavras vãs.
    É verdade que, às vezes, no seu afã de tudo abranger, a Maria se excede, dando importância a coisas menores, efémeras, que só ganham dimensão se alguém delas falar. Mas, na essência, a alma inquieta da autora do blogue é algo que se recomenda, desgastando as suas energias em algo que vale mesmo a pena. E, diga-se, com uma qualidade de escrita bastante apreciável.
    Eu, pelo menos – e há mais, nota-se… - sou fã.
    Um beijinho, Maria :)

    ResponderEliminar
  9. E é tudo, obrigada a todas as pessoas desse lado que se disponibilizaram para dizer o que pensam (Fatyly, Gábi, Elvira, Larissa, caro Observador, Francisco e AC - todos os nomes por ordem de chegada de comentário), embora eu ache que foram muito simpáticas nisto das criticas e evitaram aquilo de 'dar pancada aqui na je'. Muito agradeço também essa parte da não pancada porque só tenho 1,66 e peso uns míseros cinquenta e qualquer coisa poucos quilos.

    Beijos a quem gostar de beijos e abraços a quem gostar de abraços :)

    ResponderEliminar
  10. E aqui deixo mais um comentário:

    Li todos e ainda sorri e saio mais bem disposta Maria:) porque mais vale poucos e bons do que muitos e que a maioria lê na diagonal:))

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, mas aí é que está, Fatyly, este post, até agora, foi um dos que mais teve visualizações, daí se deduz que são mais os que lêem do que aqueles que participam :)

      Eliminar
  11. Serei eu o único "caro"?
    O resto da malta fará parte de um grupo em saldos?
    Eheheh, vem aí chumbo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, tinha de arranjar forma de o não confundir com o jornal, aquele que também se chama Observador e que, parece-me, muito aprecia :))))

      Eliminar
    2. Vou considerar o "muito aprecia" como uma ofensa. Ou quase ;)

      Eliminar
    3. Massa de homónimos al dente (eheheh)

      Eliminar
  12. Toma lá o meu chumbo...és caro ou a Maria teria de repetir quando se referiu a ti ao Francisco e ao AC:))))

    Como faço parte da malta não estou no grupo dos saldos porque há muito estou fora da validade:))))

    Ora manda lá chumbo e Maria desculpa estes devaneios mas culpo a tempestade Hugo heheheheh e saio a acelarar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tempestade Hugo???
      (já percebi que o Félix deu com os pés na Gisele mal pôs os olhinhos no Hugo, a ver se não aparece mais nenhuma tempestade porque isto começa a ser de uma promiscuidade que não se aguenta :))

      Eliminar
    2. Já li na internet que a partir da quarta feira o tempo melhora e no dia 25 vem aí a Irene.
      Deram-lhe nomes e elas agora vêm todas de enfiada para o batizado.
      Abraço e bom domingo.

      Eliminar
    3. Espero que não, Elvira, que chova, mas que isso das tempestades nos larguem a porta. Arre!

      Tenha também um bom domingo. Abraço.

      Eliminar
    4. Já percebi que a senhora 'TIR? passou por aqui, qual 'Gisele' enfurecida :)

      Eliminar
    5. (um senhor que é caro, mais uma senhora que é tir, é capaz de dar em vendaval, a ver se fecho as janelas do blog rapidamente :))

      Eliminar
    6. Ó Caro Observador veio o Félix, depois a Gisele e TIR que se preza é mais estilo Hugo, sol, vento, carradas de chuva, chuva, vento e sol, portanto fui dar corda ao TIR e debaixo de uma chuvada que ainda agora continua a bater nos vidros que é obra....ximmm?

      Falando sério: hoje falei com uma amiga que está na Alemanha e por lá já surgiu uma petição não sei das quantas, porque só têm dado nomes femininos às tempestades.

      Ora Portugal está na onda da igualdade de género(é esse nome não é Maria?) e segundo a Elvira vem aí a Irene. E quem será o senhor que se segue? Por este andar o abecedário irá acabar depressa.

      Bouuuuuuuuu dormirrrrrrrrrrrrrrrr e Maria já podes fechar as janelas:)))


      Eliminar