sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Ontem ouvi lá no programa "Passadeira Vermelha" que o caminho é o da bissexualidade...

E é a malta daqui a dez anos achar normal isso da bissexualidade. Ou seja, as pessoas vão escolher pessoas independentemente do género - masculino ou feminino - lá para o que as pessoas escolhem quando lhes apetece dançar na horizontal. É o que lhes cair no prato, e o que lhes cair no prato é que comem e não sei que mais. 

Calma. Muita calma, nessa hora!

Eu, Maria não sei das quantas, venho por este meio informar que nada tenho contra a homossexualidade, a bissexualidade, a transexualidade e agora isto da pansexualidade que desconhecia por completo, admito, o que não me apetece é que me venham enfiar pelos meus olhinhos adentro coisas com as quais não me identifico, ou simplesmente não acredito. Não acredito nisto da "normalidade" da bissexualidade, acredito que as pessoas independentemente do seu sexo têm tendência para isto e não para aquilo, e estão no seu direito, o que não se pode entrar é pelo caminho de achar que os mais jovens um dia vão estar tão confusos, mas assim tão confusos,  que o que vier à rede é peixe, passo a expressão. Se me falarem em experiências, ah, isso é outra história, agora, atracção, quanto à atracção estou para aqui convencida que só se tem por um género, sejamos nós mulheres e goste-se também de mulheres, sejamos nós mulheres e goste-se de homens, sejamos nós homens e goste-se de homens, sejamos nós homens e goste-se de mulheres.

(caramba, que falar de sexo é chato todos os dias... consegue ser mais chato que falar de política ou de matemática ou da reprodução de libélulas no extremo sul da Antárctica)

Eu, que não sinto a mínima atracção por pessoas do mesmo sexo, ou seja, mulheres, neste caso, porque acho que seria das coisas mais monótonas... namorar, casar, com uma pessoa com os mesmos caprichos, as mesmas neuras, as mesmas dores, as mesmas futilidades, os mesmos problemas, os mesmos chiliques, já para não falar com o mesmo corpo - mesmo corpo, entre aspas - não iria aguentar que não existisse ali uma pessoa que fosse o meu oposto, pode até ter gostos, posturas, vontades, parecidas com as minhas, mas tem que ser obrigatoriamente um homem, nada a fazer. Lamento. Ou talvez não, é que existem homens tão atraentes que seria um total desperdício uma pessoa olhar para o outro lado à sua passagem. Atraentes e que não passem a vida a falar de sexo, a ser assim lá se vai a atracção para o caneco.

(uma pessoa olha para um José Fidalgo e pensa: como é que é possível trocar um Fidalgo por uma Fidalga?!) 



(não sei se é impressão minha mas por vezes tenho a sensação que existe gente nos dias que correm que querem de tal forma manipular a cabeça de uma pessoa que, um dia destes, ser heterossexual é uma doença; ou seja, tanta volta tanta volta e provavelmente acabaremos exactamente no mesmo sitio onde estávamos quando existia gente - e provavelmente ainda existe - que acha a homossexualidade uma doença, canseira, isto)

4 comentários :

  1. Subscrevo inteiramente e pertenço ao teu time menos no que toca ao Fidalgo e diria antes um Richard...ou talvez um Fagundes hehehehehe

    Hoje encharcam-nos de informações, resmas e resmas sobre a sexualidade, saúde, comida, futebol...que até enjoa e malta que está a crescer tendo uma boa educação em casa...sabem muito bem "filtrar" o caminho que devem seguir em todos os aspectos.

    Um bom dia com Mocambooooooooooo:))) xau

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba, Fatyly, parece que uma pessoa agora tem que se desculpar por ser heterossexual, palavra que muito embirro, esta de heterossexual, a bem dizer nunca pensei muito nisso, nunca cataloguei pessoas e tão pouco me lembro de me "meter" na vida íntima de ninguém. Não me diz respeito. Nos dias que correm todos têm de saber tudo de todos, não gosto disso, chateia-me. Quero lá eu saber se as pessoas dormem com este ou com aquele e se este ou aquele é homem ou mulher, não me interessa para nada. Logo, a parte em que digo que falar de sexo é chato, é realmente chato porque a meu ver é um não assunto, Como diz um amigo meu, sexo é para ser praticado, não para ser falado, discutido... ao que eu acrescento que quem muito fala de sexo, muito pouco o pratica também, daí a necessidade de falar até à exaustão.

      (isto que foi dito no programa que daqui a 10 anos a malta mais nova vai achar normal envolver-se com um rapaz ou uma rapariga, não vão escolher o sexo da pessoa mas simplesmente... pessoas, não me soa a mente aberta, soa-me a promiscuidade - ah e tal parece que tenho 70 anos a falar, não tenho, é bem verdade, estou muito longe disso, apenas não me apetece um mundo de tudo ao molho e fé em Deus, e não, não acredito em bissexualidade, acredito em homossexualidade, em heterossexualidade e gente que gosta de ter experiências com ambos os sexos, experiências é coisa diferente, na minha opinião, evidentemente)

      Um bom dia Fatyly, com café bem quente :))

      Eliminar
  2. Um tema que carece de uma profunda análise e discussão.
    Não é aconselhável 'fabricar opiniões' com base na ignorância, como muita gente o faz.
    Tudo o que se possa dizer sobre este assunto, não pode ser feito de ânimo leve, sob o risco de caír no ridículo.

    PS: espero ter sido bem interpretado.

    Beijinho, Maria, com votos de um maravilhoso sábado em tons de cinzento ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, caro Observador, mas não me parece que as pessoas o queiram debater, muito menos analisar, são temas que podem facilmente cair no tal ridículo, por isso é que achei que a única pessoa que esteve muito bem foi Luísa Castel-Branco, uma senhora inteligente, que não está nem aí para o politicamente correcto e que diz o que acha que deve dizer. Apesar de ser a pessoa com quem estou mais distante em termos de idade, foi, sem dúvida, a pessoa com quem mais me identifiquei neste tema. Isto de para tudo se dizer que é necessário ter "mente aberta" é, no mínimo, muito básico. A normalidade de uns não pode ser obrigatoriamente a normalidade de outros.

      Beijinho para si também, caro Observador :)

      Eliminar