segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Maria desta vez fala directamente com as pessoas que condenam Trump e o seu twittar

Queridas pessoas desconexas no entanto com intenções boas,

Venho novamente por este meio, não tendo de momento outro assim tão rápido que me dê a oportunidade de chegar até esse lado em modo mulher-flecha, nem sequer gosto de fatos coladinhos ao corpo como usam as mulheres-flecha dos desenhos animados, aquilo revela até o fígado e todos sabemos que o fígado encontra-se na parte interior do corpo e se assim foi concebido é porque assim se deve manter.

Dizia eu que me parece estranho que se condene o (desin)senhor Trump, usei aquele desin com a intenção de uma possível desinchação da criatura e, já agora, fazer notar que de senhor não tem nada. O que me faz grande aflição é ver que um bilionário republicano foi eleito Presidente dos Estados Unidos, que nada mais é do que a maior potência mundial, se senta de cinco em cinco minutos lá em frente do computador para usar o twitter como se fosse o senhor (esse sim, senhor) Albertino da farmácia. O senhor Albertino da farmácia pode nas horas vagas usar o twitter para informar o mundo que a aspirina mudou de cor e que agora é verde às pintinhas, já o Presidente dos Estados Unidos deveria ter, obrigatoriamente, uma atitude mais sensata face ao que tem em mãos.  E todas as pessoas que o seguem no twitter também. Seguir alguém como um Trump é dar-lhe força, mesmo que seja uma rede social, e quando damos força a determinadas pessoas estamos apenas a ser cúmplices. Digo eu que tenho a mania de dizer coisas, por vezes não acerto nem nada, mas que por razões muito minhas penso que não devo deixar de as dizer. Os ouvidos também têm interruptores. E os dedos também se desligam.

14 comentários :

  1. Se falar de Trump é desafiar o mau feitio do caro Observador, fazê-lo à 2ª feira é 100 mil vezes pior.
    Desta feita, a coisa azedou. De tal forma que fiquei indisposto p'ró resto do dia.

    Prefiro pensar nos Albertinos das farmácias. Esses, além de poderem 'twittar' quando e como bem lhes convier, não são tão estúpidos. Pintem eles as aspirinas da cor que quiserem, não se lhes reconhece um mínimo de cretinice.

    E agora, depois de perceber que não escrevi nada de jeito, vou ali.

    Tenha, Maria, uma boa segunda.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Observador, vi o homem-Trump(a) naquele frente a frente com o jornalista da CNN, a arrogância daquele homem é qualquer coisa de assustador. A profissão de um jornalista (penso eu) é questionar, incomodar, questionar, incomodar... Só que agora os que julgam mandar no mundo também querem impedir jornalistas de exercer a sua profissão... Lá está, nunca gostei de pessoas que usam os dedos, dedos verdadeiros, e usam-nos para apontar na nossa direcção, tenho sempre a sensação que pessoas dessas usam os dedos mas também poderiam usar armas apontadas em várias direcções, não armas de brincadeirinha mas armas que efectivamente matam.

      (os que seguem o Trump no twitter também não têm desculpa, estão a seguir lixo tóxico, se se segue lixo tóxico a coisa só pode dar mau resultados)

      Beijinho para si também e uma boa semana

      Eliminar
  2. E assim falou a Maria. Moça sensata essa, de palavras e pensamentos sensatos. Que divide opiniões sensatas nesse meio bloguístico que de sensatez não tem nada! O que dá-me medo, Maria é que esse homem, o agora Commander-in-Chief of the Free World ser um bobalhão de topete, que fala a fazer biquinhos e mesmo com sua retórica nazista, fascista e chauvinista senta atrás de seu computador e recebe aplausos. Foge-me a mais básica razão, e a lógica das coisas ver esse homem onde ele está. Onde ele chegou. E eu cá nessas bandas britânicas, fico a pensar que será do futuro com o apoio desse idiota ao Brexit! E eu que pensei que George W. Bush fosse ruim penso agora que uma outra palavra terá que ser criada para expressar algo mais além que abismo. Beijinhos. x

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre, Giselle, temo que nem sempre seja sensata, tem dias...

      Diziam alguns por aí que Trump passado algum se tornaria mais "presidenciável", mais moderado, de alguma forma, mais correcto, dentro daquilo que um Presidente dos Estados Unidos deve ser, pelo que se vê a mudança foi enorme. Eu que nem sequer sou uma pessoa pessimista, penso que a coisa ainda seja mais surpreendente com o passar do tempo, surpreendente para mau. note-se.
      ...


      Beijinhos, Giselle. Para si, para o seu bebé e para o amor da sua vida :)

      Eliminar
  3. Se me dá licença, Maria, sobre o dito (desin)senhor e seus seguidores, "Twittertentes", ou outros, só posso dizer que não os entendo, que não prestam, mas que tenho muito, mas muito medo deles, ó, ó se tenho.
    Há uma outra coisa que me ultrapassa - sim, há mais, e neste caso, muitíssimas mais! - e que tem a ver com o facto de o dito, o tal que mete medo, andar sempre, mas sempre, acompanhado por uma menina. Qual será o papel da dita? Para guarda costas é fraquinha, como elemento decorativo, enfim!... E, ó estranheza das estranhezas, não é que a menina até parece estar super feliz?!
    Conclusão: que vivam os senhores Albertinos deste mundo. Esses, os ainda puros de certas máculas, sempre contribuem para o alívio das dores de cabeça que os outros, os tais que metem medo, provocam.

    Tenha uma boa noite, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL, isto de ser seguidor, na minha opinião, deveria ser sempre no sentido positivo da coisa, não entendo pessoas que criticam violentamente Trump e, no entanto, engordam o quadrado dos que o seguem. Se o seguem é porque estão à espera de actualizações, actualizações significa que o Presidente dos Estados Unidos pretende gerir um país através do twitter. Tudo isto parece uma comédia dramática.

      Ah, a mulher de Trump, parece que existem mulheres que a acham elegante, que se veste bem e que isso é uma mais-valia. Eu até me apetecia aprofundar a parte da mais-valia, só que não iria ser coisa bonita de se ver. Ter como papel o de bibelot deve ser realmente uma mais-valia daquelas.

      Tenha um bom dia GL.

      PS: Também existem senhores Albertinos desta vida que não são propriamente flor que se cheire, a diferença é que não são aquilo de Presidente dos Estados Unidos.

      Eliminar
  4. Li o texto ontem. Mas ontem tive um dia complicado. Nada que se assemelhe ao homem em questão, na questão de complicabilidade, mas cada um sabe tem a que tem. A minha incomoda-me a mim, a dele incomoda o mundo inteiro. Bom depois desta tirada até pareço um político a falar. Voltando ao "senhor" Trump e ao seu gosto de twittar. Se calhar nem é tão mau assim.É que enquanto ele se diverte por lá, não estará (digo eu que até nunca fui ao Twitter), a fazer grande mal à humanidade, salvo claro intoxicar quem o egue, mas só o faz quem quer. E mais não digo, porque quanto mais escrevo mais asneiras saem.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummm... Elvira, este seu comentário deixou-me com sérias de dúvidas. Diria que a diversão de alguns pode fazer naufragar o mundo inteiro e isso, parecendo que não, é preocupante. É que, se eu naufragar sozinha não vem daí muito mal ao mundo, o mundo continua a rolar e ainda bem. Se o mundo inteiro naufragar (comigo incluída) se calhar não há mais mundo para ninguém. É por aí.

      Um abraço para si também.

      Eliminar
    2. Será? Se calhar eu não entendi bem, não cheguei lá. O que eu queria dizer na minha será que as decisões malucas que todos tememos, não as executará através do Twitter. Ou será que o pode fazer assim?
      Um abraço

      Eliminar
    3. Elvira, o que se passa é que o Presidente dos Estados Unidos, neste caso dos Estados Unidos, não se pode comportar como um adolescente com as hormonas aos saltos em que tudo o que lhe acontece no seu dia-a-dia vai ao twitter e anuncia ao mundo. Isto se não fosse uma comédia seria uma tragédia...

      Eliminar
  5. Concordo inteiramente contigo. Ser seguidor dos twittes desse dito senhor (que desconheço porque não ando no "passarinho") é dar confiança e protagonismo a quem fez uma campanha nojenta e disse-o várias vezes que o poder do dinheiro pode ser usado para o bem e para o mal.

    Já agora e por ser uma nabiça nessa rede pergunto: os tais seguidores não serão criados por ele próprio para se armar aos pingarelhos?

    Obama foi um excelente presidente e não conseguiu cumprir e ou acabar com algumas coisas. Trump só fará toda a porcaria que vomitou se corromper com o seu mundo "bilionário". Mas eu que acredito e já vi tanta coisa...acho que não irá conseguir fazer nem um terço porque será um reinado curto. Não tenho bolas de cristal mas ao aperceber-me do "redobrar nas ou das medidas de segurança" estas jamais em tempo algum serão infalíveis e há relatos recentes da história que comprovam o que digo. Para além disso ele é dos tais que falam, falam mas são mais cagarolas do que eu.

    Quanto à sua lady ele não esquece e ela muito menos quais as suas origens e quando a vejo não a acho com ar de feliz/convencida/sei lá eu...mas de quem anda a medir o terreno e ele sabe bem disso. Aqui incluo o seu filho mais novo - 11 anos - idade de julgamento e afrontas aos adultos, certo?

    Não sei se me fiz entender...mas é de facto um homem que se julga um jovem, mas não o é e todas aquelas plásticas que fez...cairão quando menos se esperar.

    Um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí é que está, Fatyly, a criatura fez um campanha, como bem escreveu, "nojenta", eu continuo meio incrédula na parte de, como é possível alguém eleger para Presidente uma pessoa que disse as maiores barbaridades de que há memória. Só por aí se nota que isto do mundo anda doente e não é pouco.

      Entretanto cheira-me que é bem capaz de tentar deitar abaixo algum do trabalho feito por Obama. Ensinou-me uma vez alguém nisto de bem saber liderar e com quem tive o privilégio de trabalhar que, um bom líder não é aquele que chega e só para se afirmar, marcar posição, começa por fazer de imediato mudanças, não, um bom líder é aquele que chega, estuda bem tudo à sua volta, reflecte durante um tempo e, só depois, faz as mudanças que acha serem necessárias, mantendo aquelas que o seu antecessor deixou no sentido de que são boas e não há que proceder a mudança alguma.

      (Fatly, na blogosfera sei que isso é possível, existe gente que cria seguidores falsos no sentido de engordar o quadrado, no twitter não faço a menor ideia, neste caso do Trump não me parece)

      Diz que vai existir uma segurança muito apertada na tomada de posse com receio de possíveis ataques terroristas. Espero que esta parte não aconteça, apesar de achar o homem intragável não desejo a morte de ninguém.

      Tenha uma boa terça-feira, Fatyly

      Eliminar
    2. Bem ao seu estilo é capaz de deitar por terra as construções feitas por Obama, mas para mim, não basta querer é preciso fazer e substituir por melhores e nisso o povo norte americano não brinca em serviço, bem como o partido que representa. Pode-se rodear de pessoas "controversas" mas, para mim, não tem qualquer perfil de líder! Não percebo nada das eleições deles, mas algo não correu bem e até alguns/muitos republicanos que o chamavam à atenção ficaram atónicos.

      Longe de mim desejar-lhe a morte, quero que siga o seu percurso e prefiro ver e saber que se enredou no mal que fez e ou fará. Quando falo da redobrada segurança é na base de ele saber bem as pedras da sua calçada...daí eu dizer e aplicar a palavra "cagarolas".

      Quanto ao que referes o que é ser bom líder penso o mesmo e nós por cá o que é que temos tido? Uma pessegada partidária que na oposição são os maiores e vão para o poder e fazem o que fazem sem aproveitarem o que de bom o anterior deixou. Um país tão pequeno e com tantas alterações por exemplo a nível do ensino...ser professor só mesmo por amor à arte de ensinar. Já nem falo da corrupção e a troco de qualquer contrariedade dão tiros fatais sobre quem não se pode defender!

      Até agora quem tem marcado a diferença é Marcelo Rebelo de Sousa que embora de partido diferente tem conseguido fazer pontes, ir ao encontro de manifestantes, conversar com o povo...ou seja...ao dar atenção e afectos também os receberá com toda a certeza. Goste-se ou não já tem marcado a diferença.

      Agora vou voltar a Melbourne para o meu ténis:)))))

      Eliminar
    3. Eu acho que muitos gostam de Trump só que têm medo de assumir. Percebe-se nalguns discursos meio disfarçados, meios engasgados, meio mal disfarçados. Não entendo é o receio, ou se calhar entendo...
      ...

      O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa tem marcado pela diferença, é um facto, no entanto ontem foi a primeira vez que me assustei com algo que vi. Os funcionários da Imprensa Nacional Casa da Moeda acerca do assunto congelamento de salários/carreiras, apuparam Mário Centeno e, ao mesmo tempo, no mesmo espaço, aplaudiram Marcelo Rebelo de Sousa, entregaram-lhe um papel dobrado em quatro para interceder junto ao Governo, não faço ideia se será mau ou bom, mas deixou-me apreensiva, passou a sensação que estão a pôr todo e qualquer assunto em cima de MRS na tentativa de que seja o Presidente da República a resolver problemas. Não sei se isto não passará um atestado de incompetência ao Governo (?)
      ...

      (faz bem em voltar ao seu ténis :)

      Eliminar