quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

(Maria continua a ajudar as pessoas a encontrar o caminho da luz - continuação daquilo do frio)

Olhai e não tenhais medo do frio porque eles também não. Só homens muito corajosos, coerentes também, usam cachecóis muito grossos enrolados à volta do pescoço e entretanto deixam os tornozelos à mostra. Provavelmente não usarão meias, ou a usar meias são daquelas muito pequeninas encolhidas no fundo de uns sapatos sem aquecimento central. Até para nascer meia é preciso ter sorte. Entretanto não percebo a (des)elegância de usar fato, gravata, e não calçar meias, mas quero muito perceber, que eu cá gosto de aprender coisas.






Eu até acho que sou uma mulher moderna, uso em situações informais calças dadas a rasgões - o meu pai costuma brincar comigo, pergunta-me se preciso de dinheiro para comprar calças (sim, tenho um pai muito engraçadinho às vezes)... Só que isto de homens de calças curtas no Inverno, sem meias, é coisinha para me deixar meio baralhada das ideias. Será que têm medo que se dê alguma descarga nalguma barragem e as águas do rio Tejo subam de forma meio (não meia) anormal? Será que estão a poupar nas meias e o dinheiro poupado servirá para visitar a tão badalada (vá-se lá saber porquê) República Dominicana em modo tudo incluído? 

Temos a mesma situação no feminino, cada vez menos penso eu, no Inverno existiu uma moda que obrigava (penso que para usar aquilo só com uma arma apontada a um tornozelo, daí o verbo obrigar)  andar tapada por tudo quanto é lado, o frio era muito, e ficar com o umbigo à mostra.

Conclusão de pessoa muito inteligente: Tornozelos e umbigos são imunes ao frio, já o cérebro continua a ser um caso muito sério para aprofundados e elaborados estudos.

8 comentários :

  1. O grande problema reside no cérebro. Que se não funcionar bem provoca estas situações em pessoas ... pequeninas. Não no tamanho mas sim na atitude.

    Estive bem não estive? :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nã nã nã, a minha leitura de pessoas pequeninas terá a ver com mesquinhez e mesquinhez pode estar no mesmo patamar de pessoa sem carácter. Ora, aqui, a existirem coisas pequeninas só podem ser as meias que de tão pequeninas nem sequer se conseguem ver :))))

      É necessário não confundir situações, moda é moda, goste-se ou não, e moda é atitude. Gente pequenina é gente pequenina e não cabe neste post. Maria sempre a mostrar o caminho da luz (ahahahah).

      Eliminar
    2. Moda é moda mas há que ter modos.
      Cá estou eu a dizer coisas ... ;)

      Eliminar
    3. A modos que pode ser verdade e a modos que pode não ser, porque estar vivo é mesmo o contrário de estar morto como disse doutora Lili, sejamos do contra e embora apostar em estar vivo sem, contudo, estar morto. Isto de tanto ouvir falar de frio no Verão, baralha-me os neurónios todos :))))))

      Eliminar
  2. Cá para mim, o problema está na gravata. É que depois de comprarem o fato e os sapatos, o dinheiro que sobra ou dá para a gravata ou para as meias. Convenhamos que a gravata é mais necessária. Vejamos, quem são as meninas que vão olhar para os tornozelos dos cavalheiros. Elas olham para o rosto, a ver se é bonito, para os ombros a ver se são largos, e o peito? Bom a Gravata está colocada exatamente aí a meio do peito e entre os ombros. Chama a atenção para ela, disfarça qualquer coisinha menos interessante. E quando o olhar desce, nunca vai muito abaixo da cintura, não é mesmo? E depois a gravata até serve para iniciar certos fetiches. As meias? Só servem para dar trabalho a tirar. Rsrsrs
    E esta hem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora é que a Elvira me surpreendeu com este seu comentário que revela um sentido de humor muito bem arrumado :)))

      Não são só as meninas, as senhoras de todas as idades também olham, pois se ainda estão vivas têm mais é que olhar e dar opiniões. Eu gosto de ver um homem elegante, a elegância pode passar por fato e gravata, como pode passar por uma simples t-shirt e umas calças de ganga. A elegância vem de dentro para fora e não de fora para dentro, acho eu e espero achar bem. Um homem sem meias no Verão acho normal, um homem sem meias, de fato e gravata, no Inverno, no Verão, é deselegante, se a coisa exigir alguma formalidade ainda é pior. Mas pronto, os estilistas ditam novas tendências e aí vai a malta de pé sem meia (eheheheh).

      Eliminar
  3. Ri a bom rir com estas tuas tiradas:

    "Até para nascer meia é preciso ter sorte":))) e é de facto:))

    "calças dadas a rasgões - o meu pai costuma brincar comigo, pergunta-me se preciso de dinheiro para comprar calças (sim, tenho um pai muito engraçadinho às vezes)..." ora pois, pois e não me venham dizer que é da idade. Sou do clube do teu pai...e acho, mas acho mesmo uma falta de elegância (ou lá como se chama isso) usar calças com rasgões...puffffffff

    Agora a minha leitura ao conteúdo do post!

    Os das fotos e são resmas que andam neste mundo de cabos não é mais do que publicidade aos sapatos.

    Mas sim, já vi homens lindões, bem vestidos e sem meias, mas como aprecio "outras paradas" e com a idade isto vai piorando ou melhorando né???:))) nem me apoquenta tal p-o-r-m-e-n-o-r excepto se as calças são das tais "chover em Londres"! Pior do que isso é quando se esquecem de fechar "a portinhola" heheheheh. (não ligues hoje estou assim). Também vejo mulheres sem meias e aqui digo-te Maria...aiiiiii como embirro com as famosas meias de nylon ou de vidro o que aboli de vez desde que me reformei. Mal tocam na quina do quer que seja lá fica o que sabemos. Jasusss!!!

    Sinceramente nunca soube o que é ter frio nos pés ou pés gelados. Calço meias apenas e tão só para que os ditos sapatos ou ténis não mordam os pés. Julgo que é por ser o suporte de quase 66 anos de andar como quero, sem dar ouvidos a criticas e apenas e tão só...não me chateiem com essa coisa do parece mal:))))

    Posto isto e resumindo prefiro ver sem meias do que cheirarem mal a tal "nafelalina assustadora" com resmas de perfume para disfarçar, tenham modos de quando espirrarem não serem chuveiros para os outros e muito menos para mim, roupa lavada sem nódoas e tudo, e tudo:)

    Fotos:

    1ª.- copo de leite sem disfarçar o olhar matreiro - não gosto!

    2ª.- Gosto de homens com barba, mas deste matagal e num estilo dos anos 50...ui...um horror!

    3ª.- Umas mãos lindas, boca plim, plim, plammmm, e ó homem tira lá os "ólicos" para ver os teus olhos - um giraço sim senhor

    4ª- Uma linguiça aterrorizante:))))

    5ª.- Gosto muito dos sapatos, das calças às quais tirava a dobra e "jamé" carteiras tipo apartamento de 10 assoalhadas

    6ª.- gosto dos sapatos

    7ª.- H-O-R-R-Í-V-E-I-S

    e agora perguntas e bem e as meias? A meu ver não fazem falta e assim é menos uns pares a serem dobrados que é uma grande chatice:))))

    Um abraço e obrigado por este momento





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (admito que também gosto muito de escrever textos a atirar para o disparate, fazem muito bem à alma, ou seja, sou uma pessoa que tanto gosta de falar de assuntos sérios com a seriedade que o assunto exige, como gosto deste lado disparatado e, gosto especialmente que as pessoas desse lado percebam e entrem na onda, a Fatyly costuma entrar na minha onda, deixa-se ir, gosto disso :)
      ...

      Eu cá acho que a Fatyly se esqueceu de ler a parte das “situações informais”, ou seja, eu uso calças com rasgões desde que o local onde as uso não exija formalidade, portanto uso quando vou à praia, em fins-de-semana de longas caminhadas pelo meio, quando faço jardinagem, e por aí fora. Ora, o meu pai é um homem muito provocador por natureza, este meter-se comigo é para ver o que lhe respondo. O senhor meu pai acha-me piada, provoca para me ver falar, já com política é a mesma coisa... E, sim, sendo ele um senhor reformado por esta altura do campeonato mudou a sua forma de vestir e anda com calças de ganga de bolsos descaídos, portanto está tudo dito (eheheh).

      A elegância como digo algures por aí é algo que vem de dentro para fora e não de fora para dentro. O que pretendo dizer com isto? Pretendo apenas dizer que existe gente que de chinelo no pé e vestido simples brilha como ninguém, e existe gente que mesmo que se vista com roupa de marca do mais caro que existe dos pés à cabeça têm sempre um ar um pouquinho barato. E é isto. Eu tenho a escola da minha mãe, adapto-me às situações, se vou a uma festa de gala visto-me à altura, se vou trabalhar visto-me de forma mais formal, se vou às compras de supermercado, praia, caminhadas... visto calças com rasgões. Está feito!

      Não é nada publicidade aos sapatos, este site onde fui buscar as fotos é um site de moda masculina, entretanto o foco nos tornozelos é para mostrar esta moda de pés sem meias, moda essa que acho deselegante, isto se for no Inverno, no Verão nada contra. De fato e gravata sem meias, acho horrível.

      Gostei muito dos seus comentários às fotos (ahahahahahah).

      Obrigada eu, Fatyly, pela sua boa disposição. Bom sábado.

      Eliminar