domingo, 9 de outubro de 2016

(ando muito preocupada com isto de toda. mas toda a gente, escrever livros)

Entro numa livraria e, ao contrário de alguns anos lá mais para trás, não sei para que lado me hei-de voltar. Volto-me para um dos lados e tenho o sitio dos best-sellers, torço o nariz, aprendi que isto de torcer o nariz pode funcionar como imunidade no acto de comprar coisas que não servem para nada. Enfiei nas profundezas de um neurónio-mor que, livros que vendem como se jorrasse água da torneira podem não estar nas devidas condições de uma pessoa gastar dinheiro (sem entrar em generalizações). Uma pessoa pode contrair uma doença de leitura. No mau sentido. Doença de ler livros de pessoas que só querem lucro, pilim a cair na carteira, sem quaisquer preocupações de qualidade, de saber escrever, são um género de tumores malignos numa sociedade toda ela constituída por prateleiras prestes a desmoronar. Eu ando a tentar não levar com um livro em cima quando entro em livrarias. Livros daqueles pouco pesados em conteúdo, mas pesados o suficiente em oportunismo, capazes de fazer enormes estragos na cabeça de quem não estiver atento e, distraidamente, se passear pelas ruas cheias de letras em forma de rotundas só naquela de nos confundirem e nos levarem a locais onde não pretendíamos ir.

Gostava muito era que existissem dois tipos de livrarias. Livrarias para quem escreve realmente livros. Aquilo que podemos orgulhosamente designar de uma obra de arte. Literatura à séria entra no patamar de arte e só os verdadeiros artistas a manusear letras conseguem esse feito. Aqui já podia existir um sitio de best-sellers. A malta saberia que iria escolher um livro bom de entre muitos livros bons. 

E livrarias de obra de fancaria. 

(à frente das livrarias de obra de fancaria fica um ponto final e todo um espaço em branco, de repente assomou-se uma branca de todo o tamanho).




4 comentários :

  1. Subscrevo inteiramente e digo-te mais. Quem edita, os chefões das editoras será que têm "neurónios-mor" (uma bela expressão da tua autoria:)) para saber o que estão a fazer? Serão credíveis ou são dos tais que subiram à custa de besuntos etc e tal?

    Há dias vi numa prateleira nos "livros de autores portugueses" e estavam alinhados os de uma astróloga ou tarôt ou sei lá o nome e ao lado os de Lobo Antunes e outros. Ou é para chamar a atenção que a meu ver é péssimo e quem os arrumou não deve perceber nada de Literatura, ou então é o tal marketiiiiing.

    Enfim...gosto muito de ler, mas infelizmente não consigo comprar os que desejava e neste momento leio um de três que um amigo me enviou e estou a gostar imenso. Quando acabar aconselho a leitura:)

    Beijos e uma noite descansada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um género de anarquia livreira, a bem dizer. Livros sem qualquer qualidade coabitam lado a lado com livros de qualidade. Tal como a Fatyly escreveu no seu comentário: «vi numa prateleira nos "livros de autores portugueses" e estavam alinhados os de uma astróloga ou tarôt ou sei lá o nome e ao lado os de Lobo Antunes»... Penso que sei a que taróloga/astróloga se refere. Enfim! Nada a dizer porque a hora já é tardia.

      Faz bem, quando terminar diga qual é o livro e fale de sua justiça. Cá aguardamos.

      Tenha uma boa semana, Fatyly :)

      Eliminar
  2. A noção sobre o valor das coisas anda pelas ruas da amargura.
    Ficamos com a sensação, mais que certa, que o que interessa é vender. E que melhor táctica para vender do que a de misturar tudo?
    Para quem sabe o que quer e o que vale aquilo que quer ainda vá mas para quem procure naquela de querer comprar um livro não conhecendo bem os autores, é grande a dificuldade.

    Um beijinho, Maria e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O valor das coisas. É exactamente por aí. Estamos a chegar a um ponto em que a qualidade deixou de ser importante, o que interessa é o lucro, e o lucro obtém-se de formas por vezes enviesadas. Está realmente instalada a República das Bananas, seja em que sector for.

      Beijinho para si também. Tenha uma boa semana :)

      Eliminar