quarta-feira, 7 de setembro de 2016

(eis um sujeito que diz ser um verdadeiro homem)

Fui ao DN (a porta do DN está aberta, é entrar) e vim de lá um pouco nauseada com o que li.
.
.
.

Entretanto aproveitei e também dei um salto ao dicionário Priberam
Trouxe este significado comigo:
Besta
«Animal quadrúpedehíbrido e estérilfilho de burro e égua ou de cavalo e burra»


6 comentários :

  1. Olá, Maria :)
    A Maria não usa o Facebook... Às vezes há para lá confusões... Pessoas com diferentes pontos de vista começam a insultar-se... Mas desta vez, peli que vi por lá sobre este assunto, havia unanimidade : era cortarem-lhe os tomates para saber o que dizia...

    Um abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São,

      (já sabe que não tenho Facebook e não pretendo ter, só se for Facebook profissional, o blog chega e sobra).

      Acredito que existam por lá muitas confusões... Neste caso as imbecilidades proferidas pelo sujeito são qualquer coisa. Até tive que ler o artigo duas vezes, tudo aquilo era impensável. Raios parta o mundo e estas estupidezes.

      Abraço, São.

      PS: Se querem cortar, que cortem, não se perde nada...

      Eliminar
  2. Vamos lá com calma e, já agora, com cuidado, sem dizer mal de nada nem de ninguém.
    E então, chegaremos a um patamar em que nos sentiremos tranquilos, libertos de pressões e outras coisas que fazem com que a vida tenha mais sentido.
    ..................................
    Pronto, estamos tranquilos? Sentimos que o ar está levezinho e tudo e tudo e tudo?
    Vou ser o mais correcto possível. Atentai, Maria, que eu disse possível.

    O senhor que disse que a "mutilação genital feminina é importante para os casais conseguirem ter uma vida tranquila", é deputado e é egípcio (uma desgraça nunca vem só).
    E é parvo, em doses industriais. Esse senhor não deve ter mutilado genitalmente a mulher que vive com ele. Se o tivesse feito, seriam duas pessoas com uma vida tranquila. O que de todo não acontece. Porque uma besta que diz uma coisa destas não pode ser uma pessoa tranquila. Não pode ser uma pessoa com cérebro ou, se o tiver, aquilo funciona com uma ligação directa aos intestinos. De onde, naturalmente, só sai m***@.

    Não precisa, a Maria, em casos como este, dar um salto ao Priberam, aquela coisa com nome de medicamento. Não o faça. Pode, ao dar o salto, caír e a Maria já era.
    Deixe os significados comigo. Prometo ser leve como um elefante.
    Pois é, a cavalgadura do deputado devia ser cortada aos pedacinhos pequeninos, lentamente e, no final, sussurar-lhe ao ouvido, o que sobrar, se sente estar tranquilo.

    Maria, acredite que esta situação me deixou indisposto mas tranquilo. E não mutilei ninguém.

    Diria o outro, 'é a vida'.
    Faça o favor de desculpar qualquer coisinha, nomeadamente as palavras que eu não disse mas que diria.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este seu comentário, caro Observador, foi um puro momento zen. Portou-se muito bem, tendo em conta o raio do deputado que tem a tal ligação directa aos intestinos. Mas desenterram estas pessoas de onde?

      Vou deixar aqui esta parte que me deixou boquiaberta:
      "Mutilação Genital Feminina (MGF) é necessária no país porque as mulheres devem "reduzir o seu apetite sexual" para estarem ao mesmo nível dos homens, que são "sexualmente fracos". Elhamy Agina defendeu que esta prática, que consiste no corte parcial ou total dos órgãos sexuais externos femininos, é importante para a harmonia da vida do casal. Nós somos um povo em que os homens sofrem de fraqueza sexual, o que é evidente porque o Egito é um dos países que mais consome estimulantes sexuais que apenas os fracos consomem", afirmou Agina, segundo o site de notícias locais Egyptian Streets. "Se nós pararmos de fazer a MGF vamos precisar de homens mais fortes e não temos homens desse tipo".

      ...
      Tenha uma boa noite. Por hoje chega de mundo.

      Eliminar
  3. Antes de vir aqui já tinha lido por duas ou três vezes o artigo e também outros sobre o mesmo assunto. Todos eles são completamente irracionais/animalescos que me deixem fora de mim. Culturas ancestrais de alguns países e estou a lembrar-me da Guiné, cujas mulheres fogem a sete pés. Há tempos foram apanhadas mulheres que o faziam em plena Lisboa e já havia "meninas" levadas pelas próprias mães, preparadas para tal barbaridade.

    Para esse gajo e outros gajos como ele...e já agora algumas mulheres que pactuam com o mesmo... cuja cultura (como se isto o fosse) demoram décadas a mudar o quer que seja...deveriam ser banidos do planeta e olha fico-me por aqui porque estou completamente agoniada e fora de mim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este homem (se é que se pode chamar de homem a um sujeito destes) é perigoso. Uma besta perigosa, mais propriamente. Perdoe-me a linguagem um pouco mais vulgar, por vezes não há volta a dar, temos que chamar os bois pelos nomes.

      Eliminar