segunda-feira, 30 de maio de 2016

"Querido, mudei a casa!" (mudasti!!!)

O antes do antigo letreiro do ascensor da Bica em Lisboa.


O depois do renovado letreiro do ascensor da Bica em Lisboa


"a penny for your thoughts"
(não, não me apanham nessa, as pessoas da blogosfera odeiam gente que opina)

6 comentários :

  1. Outro local que conheço tão bem e como adorava o letreiro. Quem terá sido o "pensador" da actual PORCARIA...para não dizer M****?

    Pode ser que o letreiro volte porque já um manifesto sobre o assunto.

    Um bom serão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto mais do primeiro, mas ao dizer isto posso ser rotulada rapidamente de conservadora, de pessoa que não gosta de mudanças, o que, conhecendo-me, é completamente errado, se existe alguém que está sempre lá à frente a dizer embora mudar, esse alguém sou eu. O segundo letreiro parece letreiro de loja gourmet. No me gusta (em espanhol para ninguém perceber :))

      Tenha uma boa noite, Fatyly.

      Eliminar
  2. Lá estou eu, calhau com a olhar para as fotos, como vaca a quem levaram a um museu. Que raio aconteceu? Encaixotaram o elevador? Vão levá-lo para onde? A etiqueta não diz...
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Encaixotaram o elevador, é muito bom :)) Realmente não tinha reparado, aquilo parece de facto que colocaram cuidadosamente o ascensor dentro de uma caixa de papelão e colaram uma etiqueta. Muito bem observado, Elvira.

      Boa semana para si também. Um abraço.

      Eliminar
  3. Quero lá saber de quem me possa chamar conservador! Gostava do que lá estava, não gosto do que lá está. A placa toponímica é elegante mas nada como o estilo original. Que ali se justificava manter.
    Mais que provavelmente, quem fez a placa não saberia aonde a mesma se destinava. Já não posso coisa idêntica do(s) responsável(is) pelo serviço. Ignorância combate-se com conhecimento e quem não sabe é como quem não vê.

    Para os senhores da edilidade, o que significará manter o significado das coisas? Fecharam a zona e o ascensor lá continua estranhamente isolado.

    Vejamos a coisa pelo positivo, pelo que nos mostra a primeira foto: está lá uma bicicleta para quem queira/possa optar :)

    Decididamente, já não tenho pachorra para com pessoas/organizações pouco ou nada credíveis.
    Beijinho, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A palavra conservador no sentido que escrevi acima, significa pessoa que é adversa a mudanças, e sendo nesse sentido não me revejo. Gosto de mudanças por natureza, não aquelas mudanças que são feitas só porque sim, mas mudanças capazes de nos sacudir no bom sentido, capazes de nos fazer ver a vida de outra forma, nessas eu voto. Este novo letreiro leva-me no sentido oposto àquele que considero ser uma boa mudança. Existe uma Lisboa antiga que precisa de ser restaurada e não renovada. Este letreiro como o caro Observador escreveu, até pode ser elegante, só que até a palavra ascensor nos catapulta para outros tempos (penso eu) e se nos catapulta para outros tempos também tem que existir, obrigatoriamente, um lado menos polido, digamos assim. Não sei se o adjectivo foi bem escolhido, o tal polido, mas foi aquele que me caiu em cima no momento.

      Para si também, beijinho e tenha um resto de boa tarde.

      Eliminar