segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Engraçadinhas existem muitas, ó senhor Jerónimo

Que é de Sousa também. Eu que não sou comunista nem nada mas, nutro um especial respeito por pessoas que são assumidamente de esquerda, por defenderem com grande convicção aquilo em que acreditam sem que para isso arrasem outros de cores partidárias diferentes, apanhei com um balde de água fria em cima do cocuruto quando, esta manhã, ouvi a frase proferida pela boca daquele que eu até gostava de ouvir. A tal frase do: "nós podíamos apresentar uma candidata, assim... mais engraçadinha...". Pensei de imediato, mais uma pessoa que não sabe perder, e quando perde a justificação é um pouco lá muito em baixo, rasteirinha, rasteirinha, que não se aguenta. Eu não aguentei. Saí de imediato. Ainda bem que nunca entrei (entrei onde? ora, cá coisas minhas).

Fosse eu do PCP e nas próximas eleições votava Bloco de Esquerda só por causa das coisas das tosses. Coisas, salvo seja, que eu cá acho que Marisa Matias para além de ter uma voz de bagaço light em bom, para além de "engraçadinha", tem dentro da cabeça (ainda bem que é dentro para se aproveitar tudo) muita substância. Não se ponha a pau não, senhor Jerónimo que é de Sousa também, um dia destes as engraçadinhas desta vida chutam-no p'ra canto. 


13 comentários :

  1. Realmente o Jerónimo, que eu assumo que gosto de ouvir, esteve bastante mal. Aliás, foi lamentável a falta de perspectiva do PCP, que perante o pior resultado eleitoral da sua história, não foi capaz de fazer uma análise mais objectiva do que aconteceu. Gostei do resultado da Marisa Matias. Mereceu os votos que teve e foi uma lufada de ar fresco na campanha, embora não tivesse sido nela que votei.
    Beijinho, Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu, Carpe,não sou comunista mas sempre que ouvia Jerónimo de Sousa parava para o ouvir. Sempre me pareceu um homem bem formado, sensato, capaz de enfrentar derrotas de forma digna. Ora, este tipo de argumento/justificação da "engraçadinha (embora possa admitir que foi em tom de brincadeira) não caiu nada bem. Logo eu que fico de cabelos em pé quando o argumento de muitos para justificarem uma subida na carreira de uma mulher dentro de uma empresa, só pode dever-se ao facto de ser gira. Raios! É que não há maneira de andar para a frente nestas coisas...

      Beijinho para esse lado também.

      Eliminar
  2. Jerónimo começou a falhar. Acho que esta coisa da 'aliança à esquerda' le mexeu com os neurónios, negativamente.
    Para uma pessoa (e um partido) que ganha sempre, não deve ser fácil aceitar um Edgar perdedor.
    Quando ele se saíu com essa espressão ridícula "nós podíamos apresentar uma candidata, assim... mais engraçadinha...", ainda pensei que Jerónimo estivesse a pensar em Maria de Belém fora de Belém, ela sim, uma mulher e tanto, beleza pura autêntico puro sangue. Enganei-me, logo percebi.
    Jerónimo começa a perder o prazo de validade e vai-lhe faltando gás. E aquilo que não se compra, bom senso.

    Ó Maria, Marisa Matias não tem "voz de bagaço light". Ela tem sim é problemas de afonia.
    Uma "engraçadinha" afónica torna-se sensual :)

    Venerador, atento e obrigado, despeço-me com consideração e estima.
    Um beijinho para si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que, para quem está habituado a ganhar não deve ter sido fácil o facto de Edgar Silva ter conseguido tão fracos resultados, só que não sendo um novato nisto da política deveria bem saber pesar aquilo que diz. Penso eu. Esteve muito mal. Cá para mim vem aí chumbo do pesado.

      Ahahahahha, "estivesse a pensar em Maria de Belém fora de Belém, ela sim, uma mulher e tanto, beleza pura autêntico puro sangue". Está a brincar. Verdade?!?

      Aquilo da voz de bagaço light foi para aligeirar a coisa, tudo eu, tudo eu... Foi obrigado a quê mais propriamente? :))))

      Beijinho e tenha uma boa noite.

      Eliminar
    2. Não fui obrigado a nada. (Quase) tudo o que faço é em formato voluntário :)
      Sobre Maria de Belém, é evidente (se calhar não é) que estou a brincar.
      O bagaço aligeira a coisa? O que a malta aprende!
      Porque motivo diz que vem aí chumbo grosso?

      Beijinho, Maria.

      Eliminar
    3. Veja isto, por favor: http://henricartoon.pt/

      Eliminar
    4. O chumbo grosso é no sentido de achar que Jerónimo de Sousa percebeu que está a perder para o BE e vai daí é bem capaz de estar a preparar-se para reagir. Reagir sem ser em modo meiguinho.

      Ahahahahah, está muito, muito bom, o cartoon. A isto chamo sentido de humor saudável :))

      Eliminar
  3. Pensei o mesmo que a Maria... Achei o comentário do Jerónimo muito infeliz. Mostrou que a união da esquerda é uma ilusão. Mostrou mau perder. Mostrou o quanto o PCP não evoluiu (daí a metáfora da cassete. E mostrou ainda uma grande dose de machismo...

    Enfim...

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por aí, São, mostrou realmente uma grande dose de machismo. Feio. Muito feio.

      Abraço para si também :)

      Eliminar
  4. Eu nem queria acreditar que era o Jerónimo de Sousa a fazer aquele comentário, Parecia que estava a ouvir mais uma das verborreias do Pedro Arroja.
    Muito desorientado devia estar o Jerónimo de Sousa.
    Deve ter sentido que fez uma grande asneira, não tendo desistido da candidatura em favor de outro candidato e das indicações que deu aos seus eleitores de que votaria em Fevereiro no outro candidato.
    Tenho amigos que são comunistas e que estavam convencidíssimos que ia haver segunda volta e que iam votarem Fevereiro. "Votaremos em Fevereiro, mas em Edgar primeiro" era o que diziam. Sempre pensei que não ia haver segunda volta.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu fiquei admirada. Aliás, estava a tomar o pequeno-almoço e quase me engasguei. C'um raio! Pensei. O senhor passou-se (passo a expressão). Uma pessoa pode não ser do PCP, mas não quer dizer que não goste de ouvir Jerónimo de Sousa. Enfim.

      Um abraço para si também.

      Eliminar
  5. Também fiquei surpreendida e "Jerónimo que é também de Sousa", desceu vários degraus na minha consideração, embora sem nunca partilhar as ideias do PCP, admiro a sua postura. Ao dizer o que disse até a voz se lhe embargou, ténue e talvez tenha pensado de imediato que não o deveria ter feito. A idade não perdoa, o desgaste é grande e foi pena este deslize.

    Todos temos momentos menos felizes e pensando na imensa qualidade e personalidade de Marisa Matias, acho que não lhe dará resposta...ao invés de Catarina Martins que não deixa escapar nada!

    Um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, acho que este país só anda para frente se as pessoas começarem a respeitar outras pessoas de outros partidos sem baixar o nível. Aquilo de chamar burros e estúpidos a outros só porque têm uma opinião diferente, porque são de direita ou de esquerda... é muito poucochinho. Uma coisa é criticar, outra bem diferente é ser mal formado, mal educado. Não consigo engolir gente mal formada. Logo, não sendo de esquerda, gosto sim de ouvir Jerónimo de Sousa. Neste momento gosto um pouco menos, admito... e sim, concordo consigo, todos nós temos deslizes (eu então tenho-os aos pares) só que existem pessoas para quem um deslize pode resultar em perdas significativas. Não será o caso, mas...

      Tenha também um bom dia, Fatyly.

      Eliminar