sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Como se essa coisa de "fazer a cama" a alguém, fosse só no mundo do futebol

Estivesse eu voltada para o lado de me esforçar e, assim, num simples estalar de dedos, conseguia escrever aqui todas as áreas profissionais em que existe sempre gente a tentar (e por vezes a conseguir) fazer a cama a outra gente. São gente raiada de verde sem ser de esperança. Aliás, a esperança é a de ver os outros esbardalhar-se como se não houvesse amanhã. A sorte é que há sempre um amanhã, não um amanhã com tantos milhões na conta como os que Mourinho vai receber, mas pronto, sempre é bom uma pessoa conseguir levantar-se e andar. Sem pedras no caminho, já agora. Nem no sapato, também.

Sou daquelas pessoas que torce pelos que são nossos - nossos entre aspas - desde que não tenham arrastado o nome de Portugal para a lama, independentemente dos feitios melhores ou piores que possam ter. Se Mourinho, CR7, ganham milhões, é porque o mundo do futebol tem lucros de milhões e se tem lucros de milhões... agora é só adivinhar quem alimenta este mundo. Pois. Mas isto sou que não percebo nada de futebol, no entanto digo que, se os homens começarem a gostar mais de atletismo e outro tipo de desportos, talvez, talvez, as coisas mudem um bocadinho no mundo do desporto. Talvez tudo fique mais equilibrado. 

10 comentários :

  1. Existe um ramo prifissional onde o 'fazer a cama' é comum a todos os dias. Refiro-me à hotelaria. E aí, a malta queixa-se se não lhe fizer a cama. Um mundo todo do avesso.

    O futebol é o que é. Profissionalismo, dizem uns, alta competição, asseveram outros. Os mais 'pobrezinhos' ficam-se pelo alto rendimento.
    E o pontapé na bola não é a modalidade desportiva que mais dinheiro faz mexer. Pensemos, se não doer muito, no ténis, ou no golfe. Ou naquela disciplina norte americana que faz mover muitos milhões num único dia. Salvo erro, chama-se Super Bowl, um jogo do campeonato da NFL (National Football League), a principal liga de futebol americano dos Estados Unidos, que decide o campeão da temporada.
    As coisas que a gente culta sabe ... :)))

    A vida tem muita gente capaz de fazer a cama a alguém por dá cá aquela palha. Até por uma questão de feitios.

    E pronto, é isto.
    Saio paulatinamente, sem fazer barulho, não vá o diabo tecê-las e alguém me querer fazer a cama só porque por vezes não sou politicamente correcto ;)

    Beijinho


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê o que faz ter gente culta desse lado? (deste lado é uma desgraça, não se aproveita nada) é que assim acabamos por aprender alguma coisa :)))

      Agora num registo mais sério. Desconhecia todas essas modalidades que, pelos vistos e, segundo as suas palavras, movimentam mais dinheiro do que o mundo do futebol. Achava eu que nada batia os milhões do mundo futebol. Sempre a aprender. Ó ó.

      O Mourinho é considerado arrogante, conflituoso, até pode ser, não sei, mas algo me diz que num mundo infestado por tanto tubarão se a malta não tiver dentes é bem capaz de não conseguir sobreviver. Por vezes tem que morder, é uma questão de sobrevivência. Lá está, continuo a dizer muitos disparates. Acho que não há antídoto que me salve.

      Dizem que este despedimento teve a ver não só com os maus resultados, mas também com o mau ambiente que circulava nos balneários, que uns jogadores lhe fizeram a tal cama. Acho mal, uma coisa são os maus resultados, outra bem diferente são jogadores armados ao pingarelho (pingarelho é uma palavra gira... eheheh).

      Já fui...

      Beijinho para si também.

      PS: Gostei daquela sua introdução, aquela coisa da hotelaria-cama. Está bem visto :)))

      Eliminar
  2. Fazer a cama é uma expressão engraçada. Antigamente usava-se essa expressão para os casamentos. Quando alguém queria casar, os pais normalmente diziam " Tu é que sabes. Se bem fizeres a cama bem dormes nela"
    Para tramar o colega, vizinho ou outro qualquer dizia-se fazer a folha. "Fulano fez a folha a Sicrano"
    Quanto aos desportos há vários que dão muito dinheiro sem ser o futebol. O mais qque tudo, gosta de ver os campeonatos de Snooker (não sei se é assim que se escreve. Pois um dia destes ouvi o locutor dizer que um dos jogadores tinha ganho com aquele jogo, 153.000€. Num jogo apenas.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fui buscar esta expressão do "fazer a cama" a uma notícia de hoje de manhã acerca do despedimento de Mourinho. Tenho por hábito enquanto tomo o pequeno-almoço sintonizar as notícias, não é lá um muito bom hábito para começar o dia, a pessoa fica um pouco stressada, mas não consigo evitar. É um vício. Admito que me sinto melhor quando não o faço...

      Essa do "fazer a folha", também oiço por aí, mais nos homens de uma determinada geração quando falam entre si.

      Esse dinheiro todo num único jogo de snooker??? Lá está, uma pessoa esta na profissão errada, é o que é :))

      Bom fim-de-semana para si também, Elvira. Abraço.

      Eliminar
  3. acho que todas as profissões o têm mas, as que envolvem grandes interesses económicos tornam-no mais visível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário certeiro este. Na mouche, Tétisq :)

      Eliminar
  4. Lamento o que se está a passar com Mourinho, isto porque a imagem que passa é a de um Homem, de certa maneira, "destruído". Não percebo nada de futebol, nem quero, Deus me livre, mas é bem provável que alguém lhe tenha "feito a cama".
    A inveja, Maria, ai a inveja?! E a falta de verticalidade de carácter? Um "dois em um" perfeito.

    A mim, por acaso, nunca conseguiram fazer a dita. Gosto de camas amplas, com lençóis de cetim e edredão de penas, optaram por um divã com lençóis de estopa, logo?...
    Beijinho, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Permita-me que discorde um pouco, GL, discorde naquela parte de "a imagem que passa é a de um Homem, de certa maneira, "destruído". Não me parece que Mourinho seja um homem que se deixe destruir tão facilmente, aliás, tenho para mim que ofertas de trabalho não lhe vão faltar. Vai ser uma trabalheira escolher :)))

      Teve sorte nisso de nunca ninguém lhe ter feito a dita, eu, pela minha parte, sei o que é trabalhar em multinacionais e neste tipo de empresa o que mais existe são pessoas que se vendem, não se importam nada de afundar o colega do lado em troca de uns trocos a mais no ordenado. Ó ó. É por isso que aquele discurso do "somos todos uma família", discurso que já ouvi várias vezes durante a minha vida profissional, provoca-me uma urticária que nem imagina. Sei muito bem o que significa "somos todos uma família", entra-me por ouvido e sai logo pelo outro. A malta vai aprendendo umas coisas ;)

      Eliminar
  5. ó ó ó quem me fez a cama e foram vários(as) saíram-se mal porque as desfiz logo e olhos nos olhos. Aqui incluo um que pertencia lá "nos altos do morro".

    Sim o futebol move milhões, mas outros desportos também, mas falando com entendidos o futebol fica em primeiro lugar. Dou por agora uns exemplos: o ciclismo, o ténis e os desportos de inverno como saltos de esqui, em linha, etc.etc. ganham bem, têm uma assistência que enchem tudo...mas volto a repetir o que me disseram: o futebol é o primeiro no ranking mundial...mas cujos clubes estão endividados até ao tutano e no que toca a impostos, pois, pois!!!

    Gosto do Mourinho e do CR7 e ambos ganham bem, mas trabalham muito para tal e maisnada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, Fatyly, eu também tendo a concordar consigo na parte de que "trabalham muito para tal e mais nada". Só por isso é que não os critico ou arraso, da forma como vejo muita gente criticá-los e arrasá-los. E a critica está sempre ligada ao dinheiro, ora, se o dinheiro não foi roubado, se suaram para o ter e se naquele mundo dá para ganhar milhões, não vejo motivos para criticas.

      Com certeza que terão os seus defeitos, não devem ser santos, só que o que me interessa é só o lado profissional e esse lado é do melhor. Dou-lhe um exemplo: se me dissessem (e existissem provas concretas) de que um ou outro tinham cometido um crime terrível, aí sim, a minha opinião seria alterada, não seria capaz de aplaudir alguém que matou a namorada/mulher/filho/pai/mãe... ainda que seja o melhor desportista/treinador do mundo. Neste caso parece que o crime do Mourinho é o da arrogância e o de ser conflituoso, não são coisas de louvar, obviamente, mas daí a ser um crime, vai uma longa distância. Aliás, porque acho que o mundo do futebol a par com outros é bem capaz de ser um mundo de salve-se quem puder. Provavelmente só os mais bem preparados quer fisicamente, quer mentalmente, conseguem chegar ao topo.

      Isso dos clubes endividados não percebo nada, a bem dizer nem de futebol percebo, apenas torço pelos que são nossos e lá vou acompanhando algumas coisas...

      Eliminar