quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Quanto à capa do Correio da Manhã de hoje, eu diria que o problema não é do...

... Correio da Manhã e dos bons profissionais (em itálico que é mais fino) que por lá trabalham, eu diria que o problema é das pessoas que continuam a comprar o belíssimo (o itálico continua a dar um ar da sua graça) jornal tornando-o num dos jornais mais lidos em Portugal. Se o povo gosta é de cenas de faca e alguidar, de intrigas, de sangue, de ver enxovalhar outros, de tricas, de sensacionalismo, então bem que merecemos um jornal destes a sair diariamente. Aguenta e não chora... babe (e o itálico que não me larga).

Quando raio é que as pessoas vão perceber que tudo está nas mãos delas, vejamos o caso dos reality shows, a partir do momento em que as pessoas não sintonizam o dito, o dito cai por ali abaixo que nem fruta podre, com jornais que fazem títulos destes deveria acontecer exactamente a mesma coisa. 

(triste o país onde mora gente que fala de outros com tamanha falta de respeito)

23 comentários :

  1. Esse reles pasquim tem dado o ar da sua graça em diversas questões. Parece que aquela gentinha faz questão em deitar cá para fora, o que de mais estúpido e nojento existe, na sua forma de escrever.
    Que título é esse? Um assomo de cretinice do responsável.
    Este exemplo, conjuga muito bem com o gesto verbal de José Rodrigues dos Santos quando se referiu a um deputado como 'ela'.
    A vergonha não faz parte do ADN desta gente.
    É verdade que quem alimenta, pagando, estes montes de papéis, torna-se na mais séria causa da sua existência.
    Beijinho, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Continuo a não entender porque raio é que esta... coisa (só lhe posso chamar de coisa) continua vender como se a qualidade fizesse parte daquele papel de trazer por casa. Lá está, vender muito, ter muita gente a comprar, não é sinónimo de qualidade. É que isto custa muito a entender. Não consigo entender esta apetência pelo sensacionalismo, por episódios de faca e alguidar...

      Muito gostam as pessoas de rotular. Podemos nem sequer gostar de António Costa e do novo governo (nem sequer é isso que está aqui em questão) mas respeitar os outros parece não fazer parte do ADN de muita gente, realmente.

      Tenha uma boa noite, caro Observador.

      Eliminar
    2. Aí, caro Observador... Não há pachorra! Ainda essa história do José Rodrigues dos Santos e do "ela"?? Depois de ter ficado mais que provado que se tratou efectivamente de um lapso. Depois de as autoridades competentes terem ilibado o homem?? Realmente, comparar este título parvo do CM com o laspso do Zé é ,mais uma vez, a mesma coisa que comparar a obra prima do mestre com a prima do mestre de obras! Que marcação cerrada!!!

      O Zé é homofóbico e cretino,tal como o CM , se o Almerindo lá estivesse ,já tinha saído da RTP.... O Luís Pedro está a mais no eixo do mal ( também já esteve para sair, vejam lá!) e é um palerma!

      Caramba! Mas quem é que aguenta isto??? Tenha calma! O homem já está à solta! Já teve direito a almoço de honra na FIL e tudo :D ... Já não h nada a temer!

      Bons sonhos :D

      Eliminar
    3. São, deduzo que nos fiquemos por "título parvo do CM". Vá, espero um pouco mais de si... isto de ser só parvo é muito poucochinho. Parvo é o gato que fez xixi nas couves. Esta gente que escreve títulos destes nos jornais e que parece que se intitulam de jornalistas estão a faltar ao respeito a outras. Cambada de imbecis, mas é.

      Eliminar
    4. Eu sei, Maria... Obviamente que título parvo é favor... Amanhã espero conseguir dizer mais alguma coisa, mas agora, como deve ter percebido, a minha intenção foi responder a um comentário de alguém... Peço-lhe desculpa a si, mas chegou a uma altura em que não consegui contar até 1 sequer...A pessoa chega a uma altura que rebenta, de tão cheia que está! Pela conversa deste blogger, quem é transparente e genuíno está sempre a mais na sociedade... Ou no jornalismo...

      Até amanhã, que hoje não consigo escrever mais nada... As minhas tropas foram muito atacadas injustamente... E depois sou eu que falo deles??? Chiça! Já ninguém aguenta :D

      :D

      Eliminar
    5. São, uma coisa é fazer referência a um ponto do comentário de alguém que não gostou, deixo entrar desde que não insulte ninguém (foi o caso, as pessoas podem interagir se assim o entenderem) outra é concentrar-se só nesse facto. Por hoje passa. Já sabe que simpatizo consigo, aliás, acho que não tenho grande razão de queixa da maior parte das pessoas que por aqui vão passando mas, se tiver que fazer algo mais radical (uma pessoa também faz desportos radicais e até gosta) faço ;)

      Eliminar
    6. Peço desculpa, Maria, mas tem que ser.
      São, se a queremos 'ver' é falar (mal) de José Rodrigues dos Santos.
      A minha intenção ao falar dele, neste caso, não me deu prazer algum porque só de pensar no nome do homem provoca-me um ataque de caspa. Referi-me a ele no contexto perceptível no meu comentário. E não retiro uma letra. Comparei o Correio da Manha (intencionalmente sem til) com o tal rapaz jornalista e apresentador de telejornais na RTP, porque a estupidez se encontra nas duas situações. E tudo o que tentou branquear a atitude do senhor apresentador de telejornais, foi feito graças a movimentos internos mas implementados de fora para dentro.
      Eu disse o que disse e assumo. Agora, São, não lhe admito que faça insinuações quase ao nível do Correio da Manhã e do tal senhor da TV.
      O que é que quis dizer com "Tenha calma! O homem já está à solta!"? Sei a quem se refere, sou inteligente, não sou jornalista do pasquim nem locutor em part time na televisão.
      Peço-lhe que não volte a referir-se a mim. Não leva a nada e não há necessidade. Ainda consigo sugerir-lhe que se acalme e que escreva uma carta ao Pai Natal a pedir muitos livros do melhor escritor do planeta e arredores.
      Cumprimentos, São.

      Eliminar
    7. (com calma, trocar ideias é saudável, mas, com calma)

      E dou por encerrada esta parte. A São disse algo, o caro Observador respondeu. Está fechado. Não publico mais nada que não tenha a ver com o tema do post.

      Bom fim-de-semana para a São e bom fim-de-semana para o o senhor que observa. Ufa, a vida de uma aprendiz de blogger não é nada fácil... :))

      Eliminar
    8. Por mim, 'case closed'. Se é que alguma vez foi um 'case'.

      Eliminar
  2. Não é por nada, mas penso que os demais elementos do Governo deviam processar o ilustre jornal.
    Então não merecem, não têm igualmente direito a que as características inerentes a cada um deles sejam referidas? Um é moreno, outro é baixo e atarracado, outro nasceu ali para os lados de...
    Se não fosse triste, ou melhor, se não fosse uma vergonha, noticias destas só davam vontade de rir.
    Mas não, não é caso para rir. Isto mostra muito do nosso atraso, o que nos causa uma imensa apreensão.

    Uma boa noite, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também voto nisso, era processar e mais nada. Deveríamos fazer como muitos países, começar a processar gente que falta ao respeito aos outros. Aos outros e quando nos toca a nós, fazê-lo também. E que as indemnizações fossem a doer, só assim se conseguiria pôr determinada gentinha no seu lugar. Somos o tal país de brandos costumes e dá nisto. Somos uns moles, é o que é. Somos, salvo seja!

      Atrasados, é favor...

      Boa noite para si também, GL.

      Eliminar
  3. É verdade que, pela forma de estar da maioria dos portugueses, apenas temos o que merecemos. Mas, quando vi a capa do jornal (e foi agora aqui, tal eu ando ocupado e, por outro lado, arredado de certas formas de comunicar) apenas uma palavra para designar o que senti: NOJO!

    Uma boa noite, Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso assim o é. Merecemos um CM. Se o jornal existe e se a liderança em termos de jornais diários generalistas a eles lhes pertencem, não é por obras do espírito santo, é porque a maioria dos portugueses o compra. Portanto os senhores jornalistas daquele jornal têm as costas quentes e esticam a corda. E calculo que irão esticar cada vez mais.
      ...

      Tenha também uma boa noite, AC :)

      Eliminar
  4. Olá, Maria :)
    Eles foram sempre assim... Há coisa de uns 20 anos, o Pedro Lamy teve um acidente nos treinos para uma prova, acidente esse que o deixou com vários ossos fracturados e impedido, obviamente de participar na prova, embora não tenha corrido perigo de vida, e o título do CM foi este "Pedro Lamy todo partido"... Enfim...

    Depois disso têm havido milhares e este agora partiu tudo... Foi para lá de estúpido e de infeliz.

    Mas é como a Maria diz... Eles continuam porque as pessoas compram e lêem... É realmente como nos reality shows... Eu já não tenho paciência para o CM e muito menos para os títulos...

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São,
      Admito que gostaria muito de conhecer as caras dos jornalistas que publicam este tipo de títulos. Provavelmente conheceria se fosse leitora do jornal, só que não sou. Dei uma vista de olhos uma única vez na minha vida há já alguns anos por motivos profissionais, precisava de conhecer o conteúdo de todos os jornais diários e não só, e foi o suficiente para nunca mais o tornar a abrir. Não entendo o porquê de ser o jornal mais lido em Portugal. Aquilo cheira a sensacionalismo em último grau. Tem uma faceta incendiária que não me agrada. Vá-se lá entender a cabeça das pessoas que o compram...

      Bom fim-de-semana, São.

      Eliminar
  5. Maria, deste pasquim só sai porcaria. Então agora revelam numa capa que a atriz Sofia Ribeiro tem cancro da mama. A capa que acompanha a notícia é chocante e provocadora! Enfim... jornais como o correio da manha (o til fica de fora propositadamente!) mostram bem o atraso em que parte do país vive!! Já Eça de Queirós falava no nosso atraso!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carpe, em relação a esse assunto da doença da actriz tenho uma opinião muito minha, daí ter recortado a capa do CM de forma a que não aparecesse a notícia com a actriz mas, só com esta imbecilidade de título. É que eu também perdi a minha mãe com cancro, outro tipo de cancro e, acho que em situações tão delicadas quanto estas convém a pessoa não se expor, convém apenas se proteger nos braços da família/amigos/marido/namorado. Não concordo que a notícia tenha sido publicada num Facebook. A minha total solidariedade para com a actriz, que tudo corra pelo melhor mas, não me parece que tenha sido uma boa decisão. Portugal apoiou no dia, mas não tarda mais ninguém se lembra. Vivemos na era do fast-tudo. Infelizmente para o melhor e para o pior é essa a realidade que temos no momento. Acharia bem que depois da situação controlada, aí sim, dizer algo à camada de público que a conhece. Mas isto, obviamente, é uma opinião que vale o que vale.

      Eliminar
    2. Por acaso, e peço desculpa por me estar a meter na conversa, mas não concordo muito com o Carpe quando diz que mostra o atraso do nosso país... Não me importo se o Eça ( que muito aprecio, mas nem por isso sou obrigada a concordar com tudo o que disse) disse isso... Afinal, é típico do povo português dizer que "Ah e tal, isto só em Portugal..." Isto porquê? Porque, ao que sei, há jornais deste tipo em todos os países do mundo. É óbvio que este nos afecte mais por ser português, já que somos portugueses e vivemos em Portugal... Mas em todo o mundo, em todos os países há disto... Então nos tão evoluídos States nem se fala...

      Em relação à doença da Sofia Ribeiro, fiquei muito triste quando soube... Não sei se foi bom ou mau ter exposto nas redes sociais. Cada pessoa tem a sua forma de reagir e de lidar com as coisas e está foi a dela. Deve querer o carinho do público, não sei... Foi mau? Talvez, mas foi a forma que ela achou adequada. Não crítico. Se fosse a doença de uma criança e os pais decidissem expor ,provavelmente acharia grave. Mas ela é adulta, de modo que, se preferiu partilhar com o público, é porque achou por bem fazê-lo...

      Abraço e bom resto de fim de semana :)

      Eliminar
    3. Não se pode comparar os tais States a Portugal quando falamos de jornais género CM. Somos um país muito pequeno onde as pessoas estão demasiado desinformadas e, entretanto, quando lhes dar para ler qualquer coisa optam por um CM. Os estragos acabam por ser para lá de muitos. Agora, se me dissesse que a maioria dos portugueses tem uma cultura geral razoável, e que, de vez em quando, dá-lhes para ler o CM, aí, acho que os estragos seriam mínimos. Consegue-se separar o trigo do joio e usa-se o dito como pastilha elástica para os olhos. Um mastiga e deita fora. Digo eu sem ter a certeza de coisa alguma...

      Quanto ao caso da actriz... é urgente que as pessoas saibam que nem tudo é para partilhar. Principalmente quando está tudo no inicio. Existe um lado da vida que convém manter num patamar de privado. Não vou explicar o que quero dizer com isto porque não é o tema do post mas, um dia destes é capaz de sair um texto com este assunto do público vs privado.

      Bom fim-de-semana para si também :)

      PS. Respondo ao seu email amanhã, no final do dia.

      Eliminar
  6. Li o teu texto e todos os comentários o que nunca faço antes de comentar. Mas fiz neste onde é referido um jornal que não leio há muito, mas muito tempo.

    O porquê?

    Porque andei a sondar nos quiosques daqui e nos de onde mora a filha, quem compra este jornal. Maria, nem quis acreditar. Não sei dar a percentagem mas todos disseram que a maioria, bota mais, maioria, é comprado por seniores (como disseram:)) para não dizerem 60/70 e mais anos.

    Depois outra pesquisa num café onde bebo o meu logo pela manhã. Sete horas e dois velhotes na disputa pelo dito CM que o dono compra para os clientes. Trocou olhares comigo como quem diz...é sempre isto. Estivemos a conversar quase uma hora e os ditos foram-se embora e eu peguei no jornal e desfolhei... pois Maria, a capa por vezes é um chamariz de indecência noticiosa, para além de, ter no seu interior 6 páginas de "bundas para todos os gostos" e ao ver soltei uma sonora gargalhada. O SR.X entendeu e acenou-me com a cabeça numa confirmação, que para além das mortes, assassinatos, roubos aquelas 6 páginas são cruciais, um jornal chamariz, embora tenha outros nos quais são raros os que pegam para os ler. Ó valha-me um burro aos coices.

    Mas fui mais além...e isso foi hoje. Um, dois, cinco, sete, dez velhotes ao sol, quase todos com o CM na mão e dois deles cumprimentaram-me porque me conhecem e parei. A apanhar solinho é assim SR.X e Y? As novidades no jornal dizem que saímos da crise? Se visses a atrapalhação deles...foi...enfim e despedi-me a sorrir.

    Isto vale o que vale, mas esta de o jornal ter usado na capa a palavra "cega e cigano", acho péssimo, talvez para pouparem espaço contado ao mílemetro. Mas acredito que os dois visados já devem estar mais que habituados a esse tratamento, porque já ouvi ambos dizerem o mesmo, incluindo os pais da jovem dizerem "os nãos que a filha levou quando era chamada para entrevistas e que não a admitiam por ser CEGA! Quanto ao outro que não recordo o nome, deu há uns tempos uma reportagem sobre o seu trabalho e onde ele afirmava que era CIGANO.

    Para mim é jornal que não leio, que junto outras revistas que valem zero...mas já vi capas bem piores! O factor rentabilidade é o que mais vale sem nunca se preocuparem com o factor educação! Junto a porcaria de vários programas televisivos

    É a minha modesta opinião e vale o que vale, mas é a minha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, o problema grave aqui é que esta capa com este título é muito má porque se tratam de jornalistas. O facto de serem jornalistas assume um gravidade enorme. Se fosse a ti Jaquina ou o ti Manel, não seria bom na mesma mas, acabamos por dar um desconto. Tratando-se de pessoas que têm como obrigação informar de forma imparcial, sem qualquer tipo de racismo, xenofobia, homofobia, adquire um patamar de grave. Entretanto jornais dados ao sensacionalismo, que parece que têm como propósito incendiar a opinião pública, que me vez de informar, desinformam, são lixo. O CM é lixo.

      Quando diz que "já vi capas bem piores", até que gostava de pedir à Fatyly que me desse um exemplo, se entretanto voltar e assim o quiser fazer. Porque para mim este título é do mais asqueroso que existe. Asqueroso o título e asqueroso este jornal.

      Com certeza que é a sua opinião e respeito-a, mas não estou de acordo, não estou porque as pessoas não devem ser rotuladas desta forma. Por isso é que Portugal também não anda para a frente. As pessoas têm nome e é pelo nome que devem ser conhecidas, pelo cargo que exercem. por aquilo que fazem pela sociedade, tudo o que não vá ao encontro de uma forma digna de tratar as pessoas, é digno de ser rotulado de lixo. Logo, o CM é lixo. Se eles rotulam, neste caso também me apetece rotular. Deitar no lixo o lixo.

      Tenha um resto de boa tarde, Fatyly.

      Eliminar