sábado, 7 de novembro de 2015

Amor às vezes é fogo, só que não arde e infelizmente vê-se bem demais

Desculpe titio Camões, prometo que não assassino mais nada hoje.


Eu cá acho que isto não é motivo para mandar um homem dar uma curva. Mas isto sou eu que sou muito boazinha. Uma mulher não deve, em circunstância alguma, mandar um homem dar uma curva. E vai que está a ferir os sentimentos do homem? A não ser que embrulhe os sentimentos do homem, enrole tudo bem enroladinho e esconda lá bem no fundo do açucareiro. Aí já pode mandar o homem dar uma curva, aquilo já não tem sentimentos nem nada. A ver se não me esqueço de convidar umas formigas para uma visita guiada ao meu açucareiro...

Versão: saudades... de um tradutor à maneira
"duque nuca teramadu" (???) qual tradutor, é afogar a criatura e não se fala mais nisso.


Versão: eu também já bebi Pisang Ambom, precisava muito de esquecer.
ninguém bebe Pisang Ambom a não ser que se queira esquecer muito, mesmo... muito

7 comentários :

  1. Primeira imagem: é exactamente o quê? Come-e ou é para daitar fora logo que se leia (quem conseguir)?
    Segunda imagem: permite dar um conselho, nunca se deve beber muito.
    Pisang Ambom: não é um medicamento para as frieiras?

    Bom dominho, Maria. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este foi um post para descontrair, caro Observador. Porque uma pessoa para conservar alguma sanidade mental precisa deste lado da vida. Bom, existe quem não precise, mas eu admito que preciso de humor, alguma parvoeira, para me equilibrar. Tal como o tempo que umas vezes dá-lhe para o frio, outras para o calor e outras para a ventania, a minha disposição também é igual. Seria impossível estar sempre igual, tenho para mim que uma pessoa que está sempre em modo igual é porque algo é encenado. Mas eu, já se sabe, pouco ou nada percebo de pessoas...

      Primeira imagem, a ser verdadeira e escrita por homem, é coisa para terminar algo antes de se dar algo. Medo dos algos desta vida.

      Pisang Ambom foi das coisinhas piores que já bebi na minha vida. Ofereceram-me uma garrafa num Natal qualquer perdido no tempo e eu bebi. Acho que nunca mais fui a mesma. Danos colaterais ou lá o que é.

      Para si também, bom domingo. Beijinho :)

      Eliminar
  2. Ó Maria, não afogue o homem por tão pouco, coitado.:) O pobre só quer amar, amar perdidamente, aqui, além... nem que para isso tenha que "chora puramor".
    A versão Pisang Ambom é assim tão má? Tenho que experimentar.:)
    Descontrair? Mas isso não deve ser a palavra de ordem, e cada vez mais pertinente?
    Ora façamos o possível por alcançar esse objectivo.:)

    Continuação de boa noite.
    Boa semana, de preferência sem necessidade de "chora puramor".:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL, por acaso acredita que aquilo foi escrito por um homem e a sério? Isto foi tirado de um site de humor. Daqueles que inventam situações, portanto não é uma mensagem verdadeira. A sério que acreditou? Não me diga que também acreditou na segunda mensagem. A GL não me desiluda por favor. Sei que é uma mulher inteligente :)))))))))))

      Percebeu o porquê de ali em cima na resposta ao caro Observador ter escrito "a ser verdadeira", ora, é porque não é verdadeira :DDDDD

      Eliminar
  3. Que bela gargalhada lhe devo, Maria!:)
    Então acha que acreditei naqueles belos escritos? Ai, valha-me Deus!:))
    Então o modo ironia não pode funcionar deste lado? Ser brincalhona é o meu apelido do meio, Maria.
    Olho, trato, as coisas sérias com a seriedade que me merecem, da mesma forma que não fujo a um belo "jogo" onde impere a ironia, o lúdico, a ligeireza que também é indispensável neste mundinho cão.:)))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, bom, assim fico mais descansada. É que vai na volta ainda existem pessoas por aí que leram aquilo e acharam que sim senhores, é verdadeiro. Cruzes credo, existirá alguém assim na blogosefra?! Como dizem os adolescentes: Dahhhh... :))))

      Eliminar
    2. Atrevo-me a dizer que sim.:(
      Já nada nos admira, logo, quem sabe?!

      Eliminar