segunda-feira, 16 de novembro de 2015

A origem da pergunta

Nesta segunda-feira em que me é permitido viver - e o que eu agradeço o facto de tal me ser permitido - ao contrário daqueles a quem foi roubada a vida, como se a vida de uma pessoa valesse menos que nada, dizia eu que, existem origens e pessoas originárias, vá-se lá saber de onde, que eu, muito francamente, não entendo. O que é que eu não entendo? Não entendo o facto de se realçar uma e outra vez a origem de um dos terroristas deste atentado em Paris. Dizem que é filho de mãe portuguesa. Apetecia-me terminar este texto com um: E?...

Mas não termino desta forma, termino na mais completa escuridão. 

Um dia hei-de ser uma pessoa intelectualmente superior, mais iluminada, para entender as pessoas intelectualmente superiores a quem a vida beneficiou com muitas lâmpadas Led, tal é a quantidade de luz que abunda nas suas vidas, luz essa que lhes permite estar muita mais à frente e iluminar com muita sabedoria o caminho daqueles que se encontram na mais completa escuridão.