terça-feira, 27 de outubro de 2015

Continuando no reeditar de entrevistas. Vejamos a terceira

Começo este texto arrastando a parte final desta entrevista. A parte das "ceroulas do demo", expressão  utilizada pela autora do blog em questão e que me fez rir. Também eu não simpatizo com leggings. Uso-as apenas aos fins-de-semana, em casa, quando me dá para fazer limpezas ou jardinagem. Não me passaria pela cabeça usar as ditas em público. Mas já se sabe que não sou muito normal. Tenho a mania de separar as coisas.


Leggings são das coisinhas mais deselegantes que uma mulher pode usar. Nem sequer vou entrar em pormenores explicando as razões que me levam a não gostar das tais "ceroulas do demo". Sempre que vejo uma mulher mais nova ou menos nova com leegings na rua, a impressão que passa é que se vestiu à pressa, saiu de casa à pressa e, naquela pressa toda esqueceu-se de vestir a saia ou o vestido. Daí a visão de collants sem pés colados ao corpo. É muito mau, na minha opinião, evidentemente. Uma pessoa pode vestir de modo informal e não andar de leggings ou de fio dental à mostra. Passa a sensação de desespero. Que tipo de homem quer ao seu lado uma mulher desesperada, seja ela dona de casa ou não? Bom, se calhar existem muitos, mas esses podem sempre casar-se com as mulheres das leggings e do fio dental à mostra. Só se estraga uma casa, mesmo. 

Nota: Aquela parte dos vestidos decotados à noite e das meias quentinhas foi para provocar a Sissi. Algo me dizia que saberia desenrolar-se bem da pergunta.
***
Maria entrevista a autora do blog Imperatriz Sissi. Maria no papel de entrevistadora educada e correcta usará sempre o senhora de ora em diante.

Senhora Imperatriz, o que dizem as sissis desta vida?
As outras não sei - conheço algumas de longe mas entre as minhas amigas sou a única com este petit-nom. Agora, se Sissi é uma categoria, acredito que digam sensivelmente o mesmo que eu.

Senhora Imperatriz, alguém já lhe pisou os pés (calos é coisa deselegante portanto não uso) neste mundo todo ele blogosférico?
Por acaso tenho tido sorte. Ou porque lá arranjo forma de dizer o que me passa pela cabeça sem melindrar directamente ninguém ou porque não gosto de debates por isso é escusado debater comigo... mas nisto da blogosfera é preciso ter fair play e pensar que os bloggers são como certos parentes: "se forem rudes ou mal educados é só não nos darmos com eles e pronto".
Senhora Imperatriz, fale-me dessa coisa das mulheres não saberem estar? Se não estão, como é que damos por elas? 
Eu diria que é super fácil dar por uma mulher que não sabe estar: é a que dá nas vistas por maus motivos. É como muitas delas adoram chamar a atenção sobre si próprias, o difícil é fingir que não as vemos...

Senhora Imperatirz, acha que a bolsa blogosférica está em queda?
Talvez haja mais bloggers, o qu ebanaliza um pouco... then again, blogar é trabalhoso e já esteve mais em voga do que agora. A longo prazo, há uma selecção natural...

Senhora Imperatriz, qual é a sua opinião quanto ao facto de uma mulher ter de sofrer em noites de muito frio com vestidos de noite decotados, sem poder usar um casaquinho sequer, enquanto os homens estão de fato completo sem frio algum? E também usam meias quentinhas, os homens... (desculpe, é que isto nos últimos anos tem contribuído para alguma da minha infelicidade).
Bom, há uma certa justiça no assunto porque em dias de muito calor nós podemos estar só de vestido ou em mangas de camisa e eles nem tanto...Quanto ao frio, há dois remédios: um bolero ou um vestido com mangas (são raros, mas existem) e uns collants mais quentinhos. Ou então resignar-se à velha máxima "uma senhora não sente frio, dor nem calor".

Senhora Imperatriz, matematicamente falando, quantos anos de ... na cauda é que tem? (se quiser passar esta pergunta por ser intimista demais, eu compreendo). 
Não é segredo, mas...preferia espalhar o boato de que sou uma vampira. Estou a tentar, porque os vampiros são os seres mais cool que existem - ou eram, antes do Crepúsculo. Têm sempre boa cara, moram em casas impecáveis, vestem lindamente e caso se aborreçam com alguém, tratam da dieta e do problema ao mesmo tempo...

Senhora Imperatriz, se tivesse que mandar alguém à... (introduzir palavra em francês), quem seria? (por favor tenha em atenção que eu não conto, bom, depois destas perguntas se calhar mereço).
Oh, há imensa gente - ninguém que permaneça, graças aos Céus. Os maçadores acabam por descobrir o caminho sem precisar de indicações. Há formas subtis de mandar à outra parte, que geralmente funcionam. Mas se pudesse perder a cabeça sem ninguém saber...quem acompanha lá o salão sabe que passaria por serigaitas, pessoas que partilham frases lamechas e vestem ceroulas do demo em público, and they like...


13 comentários :

  1. Das respostas dadas pela Senhora Imperatriz, fiz a apreciação devida na primeira fase das publicações (é assim que se chama, segunda fase?).
    Um pormenor que então me escapou. Disse a Senhora Imperatriz que "Há formas subtis de mandar à outra parte". Onde será a outra parte? Preciso urgentemente saber onde será essa parte que a Senhora Imperatriz parece não querer revelar!
    E cuidado pois a outra parte poderá ter uma dimensão muito diferente desta parte.

    As "ceroulas do demo" devem ser 'bué da giras'. Alguém no seu perfeito juizo usa isso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostei da resposta que vai ao encontro da teoria da vampira. Achei que foi provavelmente uma das melhores respostas na parte do matematicamente falando. Foi muito bem respondido.

      Claro que existem formas subtis de mandar à outra parte. Sabem muito melhor. Também costumo usar. Ou seja, uma pessoa está a mandar a pessoa à tal parte e a pessoa nem percebe. As coisas quando não são óbvias são muito mais interessantes, penso eu. Dizer: vai à merd@, é básico. Nada interessante. Quando se diz de forma subtil, mais trabalhada, digamos assim, a pessoa fica na dúvida se a estamos a mandar à tal parte ou não, o que não deixa de ter a sua graça :))

      Existe muita gente com o juízo muito perfeito. Eu fujo delas, admito.

      Eliminar
    2. O meu juízo não é perfeito. Pior, não tenho juízo. Dizem :)

      Eliminar
  2. Curiosa, está Sissi!
    Tenho que visitar o seu "palácio".:)
    Haverá alguém, com um mínimo de bom gosto, que aprecie as ditas ceroulas?:(
    Abraço para as duas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que muitas mulheres, mais novas, menos novas, magras, menos magras, são adeptas de leggings para andar na rua, inclusive para o trabalho. Estive quase para publicar fotos com exemplos do porquê disto das leggings ser coisinha deselegante, mas achei melhor não.

      Eliminar
  3. *está?
    Curiosa, esta Sissi!

    Assim é que está correcto. As minhas desculpas.:(

    Foi pena não ter publicado as fotos, talvez dessem para nos divertirmos um pouco.:)

    São mesmo uma coisa sem graça, as ditas leggings.:(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL, só não publiquei as fotos porque a protagonista aqui era a autora do blog e a respectiva entrevista. Acabaria por desviar as atenções para as fotos. Um dia destes, quem sabe, o assunto e as respectivas fotos entrarão num post qualquer. Fica prometido. Sem dúvida que dá para divertir um pouco, ou para chorar um pouco, depende do ponto de vista :))

      Eliminar
  4. Reli e continuo com a mesma opinião: excelente e tem respostas que me fizeram rir pela forma de tornear "a coisa".

    Parabéns à Sissi e para ti as palavras de sempre:)

    Um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, A Sissi também não tem papas na língua. Aquilo por vezes é a doer. Ah, pois é! :)

      Eliminar
  5. Entrevista interessante, sem dúvida, em que se ressalva uma certa forma de estar na vida. Com convicção, parece-me.

    Uma boa sexta feira (one more time), Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com convicção, certamente.

      Que seja... one more time, AC. Boa sexta-feira, que neste momento está a beirinha do fim :)

      Eliminar
  6. Obrigada, acho que nos saímos as duas bastante bem :) Já agora, como sigo o blog no Facebook, que ainda vai tendo a virtude de me manter actualizada? Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só sai bem se a pessoa desse lado for boa nisto de ser "entrevistada". Foi o caso. Obrigada, Sissi.

      Beijinho para si também :)

      PS: Não tenho Facebook, portanto é-me impossível responder à sua pergunta. Sigo os blogs através do painel do blogger. Alguns através do feedly. E é só.

      Eliminar